Clique aqui e veja as últimas notícias!

MUDANÇA

Enéas pede demissão da Agência Municipal de Habitação servidora assume vaga

O agora, ex-diretor, estava à frente da autarquia desde 2017, início do primeiro mandato do prefeito Trad
07/01/2021 14:03 - Flávio Veras


Enéas José de Carvalho Neto pediu exoneração do cargo de diretor-presidente da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Amhasf). De acordo com publicação do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quinta-feira (7), quem assume a vaga é a servidora da autarquia, Maria Helena Bughi.

Carvalho, assumiu o cargo de diretor em 2017, início do primeiro mandato do prefeito Marcos Trad (PSD). Este ano, ele acabou sendo realocado para exercer o cargo no segundo mandato do atual prefeito, junto com os outros secretários no cargo.  

O Correio do Estado tentou entrar em contato com Carvalho, porém ele não foi encontrado para comentar o pedido de exoneração.  

Carreira

Enéas, que é bacharel em Direito, atuava na autarquia desde 2009. Ele começou como assessor técnico, posteriormente, diretor de atendimento e adjunto, até ser diretor-presidente.

Substituta

Segundo a assessoria, Maria Helena Bughi é assistente social e servidora de carreira da Agência há 35 anos. Antes da diretora, ela já atuou como diretora de Desenvolvimento Social da pasta. A servidora tem uma vasta história de vida, lutas e vitórias junto às comunidades mais vulneráveis de Campo Grande. Iniciou sua carreira como estagiária na antiga e extinta Secretaria de Assuntos Fundiários ao final dos anos 80. De lá para cá, atuou de maneira extremamente humanizada no reassentamento de milhares de famílias que necessitavam de moradias dignas.

Sua vida pública é repleta de conquistas. Esteve à frente de projetos habitacionais como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC I e II) que retirou várias famílias que habitavam em locais insalubres, em condições de habitabilidade subnormais, a exemplo da favela da Portelinha, em que as famílias foram reassentadas em novas moradias. Maria Helena atuou, igualmente, na regularização Fundiária de milhares de famílias que não possuíam quaisquer documentações referentes às suas casas, o que propiciou a segurança jurídica e dignidade a esses cidadãos.

Maria Helena Bughi também foi responsável pela condução dos trabalhos de triagem e seleção das famílias e ainda do trabalho técnico social de todos os empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida do governo federal, em parceria com a Prefeitura de Campo Grande e o governo do Estado.