Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Estado de saúde do ex-senador Delcídio é estável, diz hospital

Delcídio do Amaral está com covid-19 e teve piora em quadro durante a noite de quarta-feira (22), se internado no Hospital Cassems para tratamento
23/07/2020 15:00 - Nyelder Rodrigues


Internado desde a noite de quarta-feira (22) no Hospital Cassems após seu quadro de saúde se agravar por causa da covid-19, o ex-senador sul-mato-grossense Delcídio do Amaral está em estado de saúde estável, segundo boletim médico enviado pela assessoria de imprensa do hospital, nesta quinta-feira (23).  

"Dias difíceis, meu caro! Estou internado, mas tudo vai dar certo. Deus no controle sempre", respondeu Delcídio ao ser procurado pela reportagem do Correio do Estado. Em sua rede social, ele anunciou a internação na noite de ontem, relatando que os sintomas se apresentam com "altos e baixos", tendo perda rápida de peso e muito cansaço.

 
 

Ele aproveitou o ensejo para pedir pelo cumprimento das normas de distanciamento social e uso da máscara de proteção, o que repetiu durante está manhã no mesmo espaço. Esse é o nono dia desde que ele foi diagnosticado com covid-19. No momento, ele frisa estar com bastante mal-estar, conforme informou durante o contato com a reportagem.

 
 

Deldício ganhou notoriedade na política regional ao ser eleito, logo em seu primeiro pleito, como senador. O feito aconteceu em 2002, pelo PT. Ele cumpriu seu mandato por inteiro e foi reeleito em 2010, quando passou a ter mais relevância em Brasília (DF), exercendo o cargo de líder do Governo - até então petista - no Congresso.

Nesse período, ele também foi candidato a governador duas vezes, perdendo para André Puccinelli (PMDB) em 2006 e para Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2014. Delcídio acabou sendo cassado do cargo de senador pelos próprios colegas, vivendo um período de inferno astral. Contudo, ele superou o momento e voltou às urnas em 2018.

Ele novamente concorreu ao cargo de senador, conseguindo o direito de estar nas urnas apenas na reta final de campanha, pelo PTC. Apesar de não conseguir ser eleito, o desempenho dele foi considerado satisfatório pelo pouco tempo de campanha. Já em 2019, ele migrou para o PTB e assumiu a presidência regional da sigla.

Felpuda


Entre sussurros, nos bastidores políticos mais fechados, os comentários são que história apregoada por aí teria sido construída para encobrir o que realmente foi engendrado em conversa que resultou em negociata. 

O script foi na base do “você finge que é assim, e nós fingimos que acreditamos”. 

Batido o martelo, a encenação prosseguiu e, conforme o combinado, deverão ser apresentados novos episódios.

Ah, o poder!