Clique aqui e veja as últimas notícias!

ELEIÇÕES 2020

"Este senhor muito nos preocupa e nos envergonha", diz Soraya sobre Trutis

Acompanhando apuração das eleições no TRE, senadora disse que deputado "é caso de polícia"
15/11/2020 20:28 - Flávio Veras, Glaucea Vaccari


Presidente regional do PSL, a senadora Soraya Thronicke afirmou, neste domingo (15), que o deputado federal do partido, Loester Trutis, é caso de polícia e a sigla irá tomar providências. Afirmação foi feita durante apuração de votos das eleições municipais no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS), em Campo Grande.

"Este senhor se tornou um caso de polícia e eu não quero estar na linha de frente desse senhor mais. O PSL nacional já vai tomar as medidas em relação a este senhor que muito nos preocupa e muito nos envergonha, mas nós não fecharemos os olhos", disse.

Na última quinta-feira (12), Trutis passou o dia na sede da Polícia Federal prestando esclarecimentos após a PF encontrar arma irregular na residência dele, durante a Operação Tracker do Supremo Tribunal Federal (STF) - que investiga atentado em que Trutis declara-se como vítima, mas que ele é um dos suspeitos de ter forjado o suposto crime .

Um dia depois, ele divulgou vídeo nas redes sociais onde deixa subtendido que a denúncia teria sido por Soraya. 

"Uma denúncia foi feita por uma autoridade sul-mato-grossense de que eu tinha uma arma ilegal na minha casa usada em crimes, por isso o motivo das buscas e apreensões autorizada pelo STF, porque foi uma autoridade, uma mulher eleita pelo Mato Grosso do Sul na onda Bolsonaro que fez essas denúncias", afirma o deputado no vídeo.

Neste domingo, Soraya afirmou que não irá mais "sequer mencionar o nome" de Trutis e disse que se arrependeu de fazer campanha para o deputado na campanha.

"Peço perdão por ter pedido voto pra ele em 2018, diferentemente de muitos partidos que fingem não ver seus correligionários fazendo tudo o que fazem, agindo da forma que agem e fingindo que não veem, aqui não, aqui a gente vê, mas eu não estou na linha de frente deste senhor", declarou.

Ela concluiu afirmando que a questão está a cargo da nacional do partido.

"Eu fui a primeira a tomar providências e tirar esse senhor de toda e qualquer absoluta gerência sobre qualquer gestão partidária, ele está fora, está de castigo num banquinho, mas ele está entregue a nacional, eu não vou mais tocar no assunto deste senhor", finalizou.

A relação de Soraya e Trutis já não anda amigável há meses. Em setembro, ela protocolou pedido de impugnação da convenção que havia escolhido o deputado como candidato a prefeito de Campo Grande e apoiou a candidatura de Vinicius Siqueira.