Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Ciro Gomes parte para ataque contra Bolsonaro

Ciro Gomes parte para ataque contra Bolsonaro
09/04/2020 16:49 - Da Redação


 

O ex-presidenciável, ex-ministro e ex-governador pelo Ceará Ciro Gomes filiado ao PDT (Partido Trabalhista Brasileiro) criticou em entrevista nesta quinta-feira, 9, o discurso a favor do uso de cloroquina defendida pelo presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o cearense, não é papel de políticos recomendar o uso de remédios. “A gente que é leigo que saia da discussão”, diz.

O ex-presidenciável disse ainda que considera o presidente Bolsonaro "um despreparado patológico" ainda afirma que o presidente age com "irresponsabilidade assassina"

“Eu acho isso um sintoma de estupidez. Eu nunca ouvi falar de político prescrever remédio. Estamos chegando ao limite da estupidez que revela não mais despreparo, mas uma irresponsabilidade assassina. Temos que, nas horas críticas, recorrer a especialistas. Ele é um despreparado patológico”, acusa Ciro.

Para Ciro, o pronunciamento de Bolsonaro transmitido em rede nacional na noite da última quarta-feira, 8, demonstra apenas que Bolsonaro “não está preocupado com a morte”. Ciro ainda reforça que pessoas que precisam da cloroquina para tratar doenças autoimunes não conseguem mais comprar o remédio, “pois há uma automedicação prejudicial”.

O político ainda reclama do presidente por defender o isolamento vertical e a ameaça de demitir o ministro da Saúde, Mandetta. “As pessoas vão morrer sem fôlego. É uma morte horrorosa, e o Bolsonaro fica relativizando os dados. Essa baboseira de manutenção de um ministro, não tá na hora de trocar por um terraplanista para se oferecer o que Bolsonaro fala”, conclui.

Economia

Além disso, Ciro Gomes defendeu, na entrevista, que a crise econômica brasileira não se deve ao coronavírus. Ele diz, que a economia já vivenciando a pior década devido ao colapso no consumo das famílias, pelo desemprego e pela redução da renda.

Ciro elogia as medidas de auxílio emergencial de R$ 600 e R$ 1.2 mil.

Lula

Ciro voltou a atacar ex-presidente Lula da Silva após o petista sinalizar, no início de abril, o desejo de retomar o diálogo com o ex-governador visando combater o fascismo crescente no Brasil. "O Lula é o líder [das falcatruas]. Só quem é um fanático lulista que vai desconhecer", ressaltou Ciro na entrevista concedida ao UOL. Ciro disse ainda, que não possui nenhuma ligação com Lula e que “perdeu o respeito” por ele. 

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...