Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EXAME DE CORONAVÍRUS

Fábio Trad se questiona sobre recusa de Bolsonaro em mostrar exame

Presidente se recusou por várias vezes a apresentar exame
13/05/2020 18:46 - Glaucea Vaccari


Após decisão jucidial, presidente Jair Bolsonaro entregou os três exames que fez para saber se havia sido infectado com o novo coronavírus, todos com resultado negativo. Deputado federal de Mato Grosso do Sul, Fábio Trad (PSD), questionou o motivo de diversas recusas do presidente em mostrar os exames, já que eles apontam que ele não teve a doença.

“Que história maluca ! Bolsonaro, Airton, Rafael, sigilo, transparência, codinome, pseudônimo, advogados, Estadão, MP, AGU, OAB, ABI, JN, mistério, segredo, desconfiança, ansiedade, expectativa, TRF, STJ, STF. Pra quê tudo isso se testou negativo ? Estranho demais isso tudo”, disse o deputado no Twitter.

Trad se refere, entre outras coisas, aos codinomes que o presidente usou nos exames, Airton Guedes e Rafael Augusto. No entanto, documentos, como RG e CPF informados são de Bolsonaro. Presidente realizou três testes, sendo dois no laboratório Sabin e um na Fiocruz.

Deputado também cita a briga judicial, que começou quando o Estadão entrou com uma ação no STF, para obrigar que informação fosse divulgada para a sociedade brasileira em nome do interesse público em torno da saúde do presidente. Advocacia-Geral da União recorreu, mas não obteve decisão favorável para impedir que o presidente apresentasse os laudos.  

Primeiro teste foi feito por Bolsonaro em março, quando retornou de viagem oficial aos Estados Unidos e, pelo menos 23 pessoas que faziam parte da comitiva testaram positivo para o coronavírus, incluindo o senador de Mato Grosso do Sul, Nelson Trad Filho. Na época, emissora de TV americana chegou a afirmar que o presidente tinha sido contaminado, confirmação que teria sido feita por Eduardo Bolsonaro, que negou.  

Bolsonaro afirmou que o resultado foi negativo, sem apresentar o exame, e, dias depois, repetiu o teste, afirmando ser protocolo de segurança, novamente afirmando que o resultado foi negativo. Um terceiro exame foi feito e não foi anunciado, mas documento foi entregue ao STF pela Advocacia-Geral da União. Sempre que solicitado, presidente se negou a apresentar os laudos. 

 
 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.