Clique aqui e veja as últimas notícias!

POLÍTICA

Com decisão do TRE, Delei vai assumir mandato na Câmara em 2021 e Dharleng deve perder vaga

Será necessário recontagem com validação dos votos de Delei Pinheiro (PSD), o que deve sacrificar a reeleição de Dharleng Campos (MDB)
16/12/2020 11:14 - Gabrielle Tavares


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) decidiu por unanimidade a validação da candidatura do ex-vereador Delei Pinheiro (PSD), no fim do julgamento do piolítico nesta quarta-feira (16). 

Com o parecer favorável, ele assumirá uma cadeira na Câmara Municipal para cumprir seu segundo mandato. Os 3.850 votos do candidato foram validados e será necessário recontagem, o que deve sacrificar a reeleição de Dharleng Campos (MDB).

Últimas notícias

A candidatura de Pinheiro havia sido indeferida em primeira instância em 2018 por ele não ter cadastrado a biometria e, consequentemente, ter o Título de Eleitor cancelado.

Os advogados do político alegaram que ele não havia regularizado a situação devido à pandemia do coronavírus, que suspendeu atendimentos presenciais.

Após as eleições, o político regularizou a sua situação perante a Justiça Eleitoral no dia 9 de dezembro e, no mesmo dia, a defesa entrou com processo para regularizar sua eleição.

Na sessão de hoje, juiz eleitoral Daniel Castro Gomes da Costa, que tinha pedido vistas na segunda-feira (14) por “dúvida processual”, acompanhou o relator, juiz Djailson Souza.

Com a perca de Dharleng, a Câmara contará com apenas uma mulher: Camila Jara (PT), que obteve 3.470 votos no último domingo (15). A emedebista havia obtido 1.782 votos.

O PSD, partido do prefeito Marcos Trad, passará agora a ter direito a seis cadeiras na Casa de Leis, os vereadores Otávio Trad, Delei Pinheiro, Junior Coringa, Beto Ovelar, Valdir Gomes e Tiago Vargas.

Já o MDB, sigla de Dharleng Campos e do ex-governador André Puccinelli, contará somente com duas, os vereadores Dr. Loester e Dr. Jamal Salem.

Assine já