Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CONFLITO POLÍTICO

General Ramos reforça bandeira branca com Salles: 'Intrigas não resolvem nada'

Nos últimos dias, um conflito político entre os dois ministros veio a público
25/10/2020 22:00 - Estadão Conteúdo


Ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos usou as redes sociais na tarde deste domingo, 25, para reforçar o acordo de paz com o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente. 

Mais cedo, Salles informou que conversou e pediu desculpas "pelo excesso" a Ramos.

"Uma boa conversa apazigua as diferenças. Intrigas não resolvem nada, muito menos quando envolvem questões relacionadas ao País. Eu e o @rsallesmma prosseguimos juntos em nome do nosso presidente @jairbolsonaro e em prol do Brasil", escreveu Ramos.

Nos últimos dias, um conflito político entre os dois ministros veio a público depois que Salles se referiu à postura de Ramos como "Maria fofoca". 

O contexto do impasse entre Ramos e Salles envolve uma suposta articulação do ministro palaciano para tirar Salles do governo, além de reduções no orçamento do Meio Ambiente.

O embate colocou a ala militar e a ala ideológica do governo em disputa. Pelas redes sociais, Ramos ganhou o apoio dos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), além de membros do Centrão. 

Salles, por sua vez, conta com apoio da ala ideológica do governo e do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente.

Na sexta-feira, 23, os dois ministros já haviam combinado de conversar e acertar as diferenças. 

Ramos chegou a dizer hoje durante passeio de moto com o presidente Bolsonaro que não tinha "briga nenhuma" com Salles. 

Desde ontem, o chefe do Meio Ambiente também dava a situação como "assunto encerrado". "Colocamos um ponto final nisso. Estamos juntos no governo, pelo presidente Bolsonaro e pelo Brasil", disse Salles hoje, em suas redes sociais.

 
 

Felpuda


Ex-petista de quatro costados, que acabou se aboletando em outro partido já há algum tempo, decidiu se submeter mais uma vez às urnas na tentativa de voltar a comandar cidade do interior de Mato Grosso do Sul. O eleitorado não botou fé e decidiu reeleger o atual prefeito.

Agora, há quem diga que o dito-cujo, que é fã de Carnaval, já pode ir preparando sua fantasia: “palhaço das perdidas ilusões”. Ô maldade!