Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PRÉ-CAMPANHA

Inauguração de pista de atletismo vira palanque em ano de eleição

Parque Ayrton Senna ficou lotado de deputados estaduais e federais, vereadores e secretários
08/02/2020 10:30 - Daiany Albuquerque, Yarima Mecchi


 

O primeiro grande evento de inaguração da Prefeitura Municipal de Campo Grande este ano teve a presença de vereadores, deputados estaduais, federais e até mesmo secretários do Governo do Estado e do Executivo municipal. Em ano de eleição marcar presença e sair na foto faz parte da agenda de pré-campanha e campanha. Na manhã de sexta-feira não foi diferente, políticos marcaram presença na nova pista de atletismo do Parque Aryrton Sena e entrega da academia ao ar livre para deficientes.  

Buscando a reeleição o prefeito Marcos Trad (PSD) tem até o dia 3 de julho para participar das inaugurações de Campo  Grande, assim como os demais interessados candidatos. Com limite de participação, a ida em eventos se torna ainda mais importante para quem deseja aparecer.  

A Câmara Municipal de Campo Grande esteve marcando presença com o presidente João Rocha (PSDB), e os vereadores Otávio Trad (PTB), Ademir Santana (PDT), Veterinário Francisco (PSB), William Maksoud (PMN), Cida Amaral (PROS), Delegado Wellington (PSDB), José Eduardo Cury (sem partido) e Chiquinho Telles (PSD) que é líder do prefeito na Casa e se destacou pela interação os convidados e também com a população que foi assistir ao evento. Chiquinho é conhecido por ser o vereador das Moreninhas, mas demonstrou ter muitos adeptos no Aero Rancho, ambos os mais populosos de Campo Grande.  

Todos os vereadores citados são pré-candidatos a reeleição.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), Paulo Corrêa (PSDB), também estava presente e os parlamentares Felipe Orro (PSDB) e  Coronel David (PSL). 

Orro é o único tucano que defende abertamente a retribuição do partido ao apoio que  Azambuja teve de Marcos Trad durante o segundo turno em 2018 - quando o governador disputou a reeleição.  

David é o favorito para concorrer a Prefeitura de Campo Grande caso seja criado o partido do presidente Jair Bolsonaro, Aliança pelo Brasil.  

Além dos políticos com mandato, também estavam presente os secretários da Capital Pedro Pedrossian Neto (Finanças), Rodrigo Terra (Esporte), Antônio Lacerda (Governo),  Rudi Fiorese (Infraestrutura) e o ex-vereador e sub-secretário de Defesa dos Direitos Humanos, Ademar Júnior - o Coringa.  

Do governo do Estado o primeiro escalão foi representado por Carlos Assis, secretário especial e Eduardo Riedel, secretário de Governo. Assis é um dos nomes cotados para compor a chapa com Trad como vice-prefeito, caso tenha o acordo entre PSD e PSDB. E Riedel tem sido indicado nos bastidores políticos com o sucessor de Azambuja em 2022.  

A bancada federal também teve representantes, o deputado Luiz Ovando (PSL), até discursou durante o evento. Irmão do prefeito, Fábio Trad (PSD) também esteve presente.  

O que chamou atenção nos bastidores foi o pouco contato entre Azambuja e Trad, ambos estavam sorridentes para fotos, porém distantes e com pouca conversa durante a solenidade, comparado com outras agendas públicas onde ambos estão presentes.  

No discurso, Reinaldo destacou a parceria entre o Estados e os municípios. “Se não tivéssemos construído as parcerias talvez nada disso estivesse acontecendo e governar é construir parcerias, buscar o apoio, buscar onde a gente pode conseguir terminar (obras)”.  

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!