Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONVITE DO DEM

Irmãos Trad não acreditam <br>na saída do prefeito do PSD

Nelson Trad Filho e Fábio Trad confirmam convite do DEM à Marcos Trad
13/04/2019 16:02 - ADILSON TRINDADE E YARIMA MECCHI


 

Os irmãos senador Nelson Trad Filho e deputado federal Fábio Trad não acreditam na saída do outro irmão, o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, do PSD para concorrer às eleições por outro partido. Eles admitem, no entanto, o convite feito ao parlamentar para ingressar no DEM. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, é quem estaria articulando a filiação de Marcos Trad ao Democratas, com projeto para ele conquistar a prefeitura da Capital em 2020 e o governo do Estado em 2022.

“Eu penso que não deve sair, porque ele [Marcos Trad] tem toda condição de viabilizar politicamente a reeleição legítima que pleiteia”, comentou Nelson Trad. O senador não viu nenhum problema pelo irmão ter perdido o controle do PSD em Mato Grosso do Sul. “Tudo foi conversado”, afirmou Nelson, que assumiu a presidência regional do partido.

O único pedido de Marcos Trad foi atendido, assinou Nelson, que é ter o controle do Diretório do PSD em Campo Grande. “Ele vai conduzir e vai comandar”, ressaltou o senador. “O PSD na Capital é um problema que ele vai tomar conta”, enfatizou.

O senador frisou o cuidado da direção nacional de negociar essa transição de comando do PSD em Mato Grosso do Sul para não deixar traumas políticos. Segundo ele, o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, ligou ao prefeito para tratar da destituição do comando do partido no Estado e nos municípios. 

Nas conversas sobre as mudanças, Kassab atendeu ao pedido de Marcos para controlar o partido em Campo Grande. “Nós concordamos por ser legítimo”, afirmou Nelson. Com isso, o secretário municipal de Governo, Antônio Lacerda, foi substituído pelo senador na presidência do partido no Estado.

Mesmo assim, o DEM não deve desistir de Marcos Trad. Novas reuniões deverão acontecer nos próximos dias para reforçar o convite ao prefeito para ingressar nas fileiras dos Democratas em Mato Grosso do Sul.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...