Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO COFFEE BREAK

Justiça determina afastamento de Mario Cesar da presidência da Câmara

Vereador estaria prestando depoimento ao Gaeco em desdobramento de operação de fraude
25/08/2015 09:40 - KLEBER CLAJUS


 

Mario Cesar (PMDB) foi afastado, por determinação da Justiça, do cargo de presidente da Câmara Municipal de Campo Grande. Ele faz parte do grupo de empresários e vereadores que prestam depoimento, nesta terça-feira (25), em decorrência da Operação Coffee Break deflagrada pelo Grupo de Atuação e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

O promotor Marcos Alex Vara notificou a procuradoria da Casa de Leis e, deste então, o corpo jurídico do Legislativo se reúne com vereadores a portas fechadas. Este seria o desdobramento da Operação Lama Asfáltica, que identificou indícios de fraude em licitação de obras públicas.

Além de Mario Cesar, o prefeito Gilmar Olarte (PP) também teve o afastamento decretado. A informação foi confirmada pelo procurador do município, Fabio Castro Leandro.

No grupo de vereadores que prestam depoimento estariam, conforme apuração do Portal Correio do Estado, Edil Albuquerque (PMDB), Paulo Siufi (PMDB), Edson Shimabukuro (PTB), Airton Saraiva (DEM), e Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB).

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!