Clique aqui e veja as últimas notícias!

SUCESSÃO NA CÂMARA

Deputado Luiz Ovando diz que assume risco de ser expulso do PSL

Deputado de MS reiterou voto em Arthur Lira (PP-AL), contrariando Executiva Nacional do partido
14/01/2021 09:00 - Flávio Veras


O deputado federal Luiz Ovando (PSL-MS) confirmou que votará em Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da Câmara dos Deputados, contrariando a orientação de seu partido, que fechou acordo em torno do nome de Baleia Rossi (MDB-SP). Ele disse ao Correio do Estado que assume o risco de ser expulso da legenda.

O PSL anunciou que caso os parlamentares não obedeçam a orientação do partido, correrão o risco de abertura de processo de expulsão.

No entanto, nos bastidores, já se fala em “expulsão consensual”, movimento que poderá abrir brechas jurídicas para que a sigla possa não requerer o mandato dos parlamentares excluídos.

Últimas notícias

Segundo o deputado Ovando, juridicamente, essa medida de exclusão sob consenso não existe, e ele foi orientado pelo seu corpo jurídico a não assinar nenhum documento que tenha em seu teor esse tipo de “acordo”.

“Não existe esse tipo de situação na Justiça Eleitoral. A expulsão é algo que é conduzido pela Comissão de Ética do partido e deve obedecer o estatuto dele. Caso contrário, é uma medida autoritária", disse.

"Esses deputados listados pelo partido como dissidentes não participaram de nenhuma reunião para fechar questão de apoio ao preferido da legenda na disputa da Câmara dos Deputados. Portanto, a decisão foi monocrática da direção do partido. Eu estou tranquilo na minha decisão”, continuou.

IMAGEM ARRANHADA

Em relação à possível expulsão, o deputado avaliou que esse tipo de medida não é boa para a imagem política de um parlamentar, no entanto, ele disse que não pode votar em um candidato que tem o apoio do PT, partido que contrapõe as pautas que defende.