Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ENTREVISTA

Mandetta diz que não ajuda falando e evita criticar Bolsonaro

Ex-ministro disse que visões diferentes levaram à demissão
07/05/2020 09:54 - Adriel Mattos


 

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), evitou tecer críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, após ser demitido há 21 dias. Em entrevista à CNN Brasil, o sul-mato-grossense diz que seus comentários políticos não interessa agora.

“Não ajudo nada falando agora. Essa parte política não me interessa”, destacou. Questionado sobre a presença de militares em postos-chaves do ministério, Mandetta disse não ver nada que comprometa.

“Não é melhor ou pior. O Exército, por exemplo, tem experiência em logística. Mas todos nós precisamos entender que o inimigo em comum é o [novo] coronavírus”, opinou.

Sobre sua relação com Bolsonaro, o ex-ministro se limitou a dizer que visões diferentes levaram à sua demissão. “O presidente me deu liberdade para montar minha equipe e nós optamos pela ciência. Mas ele [Bolsonaro] tem que olhar o todo, por isso ele fez essa troca, para alinhar com sua visão da economia”, apontou.

 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...