Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VIRTUAL

Mandetta será convidado para sessão no Senado

Convite será feito pelo seu correligionário, o presidente da Casa
13/04/2020 10:33 - Izabela Jornada


Após dar entrevista a emissora de televisão que sempre tem recebido críticas da parte do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM) será convidado também para participar de uma sessão virtual do Senado Federal. 

O convite será feito pelo seu correligionário, presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM). O objetivo da participação do ministro é para que seja apresentado as ações implementadas pelo ministério e para detalhar medidas a serem adotadas, nas próximas semanas. 

Essa não será a primeira vez que o ministro conversa com parlamentares do Senado. No dia 16 de março, Mandetta também esteve reunido com o presidente David Alcolumbre, com o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM) e com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

De acordo com Mandetta, nos próximos meses, maio e junho, existe a possibilidade do aumento do número de mortes no Brasil, decorrente do novo coronavírus.

O senador Eduardo Braga, do MDB do Amazonas, destacou a necessidade da oferta de mais testes da Covid-19 e de respiradores. Parlamentares acreditam que uma audiência com o ministro poderá resultar em prioridades na aprovação de projetos que ajudem neste momento de crise. “Acho que seria importante ouvirmos e apoiarmos as ações que o Ministério da Saúde está implementando neste momento e garantir recursos para serem transferidos imediatamente pelos fundos estaduais de saúde e pelos fundos municipais de saúde para o combate ao coronavírus”, afirmou o senador Braga a TV Senado, nesta segunda-feira (13).

A pedido do Palácio do Planalto o Senado vai votar, prioritariamente, medidas provisórias que tratem do coronavírus, no lugar de projetos e iniciativa dos parlamentares. 

O líder do governo, no Congresso Nacional, senador Eduardo Gomes (MDB-Tocantins) explicou que muitas propostas tem o mesmo teor das MPs que já valem, diferente das propostas legislativas que precisam ser aprovadas pela Câmara dos Deputados e pelo Senado e ainda precisam ser sancionadas para virarem leis.

Eduardo Gomes citou a aprovação de um projeto que socorre os estados e municípios que ainda está na Câmara mas que se transformou numa medida provisória. “É importante o protagonismo da Câmara, é importante o protagonismo do Senado, mas ainda o mais importante é a efetividade dos atos do governo que acaba de publicar nesse momento, medida provisória de recursos adicionais na Saúde Pública de R$ 2,200 bilhões para o reforço direto dos estados e municípios”, afirmou Gomes.

Nesta segunda o presidente do Senado vai definir, com os líderes, os projetos que poderão ser votados junto com as medidas provisórias que terão prioridades.

CONFLITO

Na noite deste domingo (12), o ministro da Saúde deu entrevista a Rede Globo de Televisão, emissora que tem sido criticada pelo presidente.

Na entrevista, Mandetta alegou que “a população não sabe quem ouvir sobre o isolamento (social)” e que essa situação é preocupante porque a população olha e fala: “será que o ministro está contra o presidente?”, indagou Mandetta.

Em contrapartida, o presidente divulgou, em suas redes sociais, que não assiste “essa emissora”, declarando que não acompanhou entrevista que Mandetta deu.

 
 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.