Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PREFEITURA

Marcos Trad lidera disputa eleitoral em Campo Grande na primeira parcial

Promotor Harfouche aparece em segundo lugar, conforme dados da Justiça Eleitoral
15/11/2020 18:46 - Ricardo Campos Jr


Marcos Trad (PSD) apareceu em primeiro lugar na corrida rumo à Prefeitura de Campo Grande. O primeiro boletim parcial da apuração foi divulgado às 18h12, mais de uma hora após o fechamento das urnas, às 17h. O atraso, segundo justificativa do órgão, se deu em razão da centralização na contagem feita em Brasília.

Promotor Harfouche (Avante) está em segundo lugar com 11,45% dos votos válidos contados até agora. Como a candidatura dele está sob análise na Justiça, o nome do candidato aparece junto à mensagem “Anulado sub júdice” no sistema que registra o resultado.

Com relação aos demais concorrentes, a parcial mostra a disputa da seguinte forma: Pedro Kemp (PT) com 8,27%; Vinícius Siqueira (PSL) com 8,10%; Delegada Sidnéia Tobias (PODE) com 4,33%; Márcio Fernandes (MDB) com 3,06%; Esacheu Nascimento (PP) com 2,45%; João Henrique (PL) com 2,39%.

Marcelo Miglioli (SD), Dagoberto (PDT), Guto Scarpanti (NOVO), Cris Duarte (Psol), Marcelo Bluma (PV) e Paulo Matos (PSC) estão com menos de 2% cada.

 
 

DISPUTA ELEITORAL

Em Mato Grosso do Sul, 1.932.293 eleitores estão aptos a votar nos 79 municípios para escolher prefeitos e vereadores. Somente em Campo Grande são 612.487. A Justiça Eleitoral no Estado registrou 290 candidatos a prefeito e 8.071 candidatos a vereador. Um total de 419 candidatos para estes dois cargos estão em busca da reeleição.

O primeiro turno estava marcado para 4 de outubro, mas foi adiado para hoje em razão da pandemia da Covid-19.

Por conta dos riscos que a doença oferece, uma série de normas de biossegurança foram adotadas em todas as sessões, como uso de máscara obrigatório, orientação para que os eleitores levassem as próprias canetas, horários preferenciais para o público de risco e mais tempo até o fechamento das urnas, o que neste ano ocorreu às 17h (uma além do normal).

 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.