Clique aqui e veja as últimas notícias!

CORONAVÍRUS

Ministro sugere uso de máscara de pano

Mandetta recomendou à população que pare de comprar máscaras descartáveis e faça de pano
02/04/2020 07:48 - Estadão Conteúdo


 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, traçou um cenário de extrema dificuldade para aquisição de insumos básicos de proteção contra o novo coronavírus e recomendou à população que pare de comprar máscaras descartáveis e faça a própria peça de proteção, com pano e elástico. Mandetta também reforçou o valor do isolamento social, medida criticada pelo presidente Jair Bolsonaro.

A escassez dos chamados Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que incluem máscaras, luvas e álcool em gel, por exemplo, além da falta de sopradores mecânicos, levou a crise do desabastecimento para dentro dos hospitais de todo o País. "Hoje, nós estamos muito preocupados com a regularização de estoque desses equipamentos", disse Mandetta, em coletiva ontem com outros ministros.

"Se nós não fizermos retenção de dinâmica social, se nós sairmos, nos aglomerarmos, se fizermos movimentos bruscos e relaxarmos nesse grau de contágio, sim, você pode ficar com uma série de problemas em equipamentos de proteção individual, porque nós não estamos conseguindo adquirir de forma regular o nosso estoque."

O ministro pediu que a população faça a própria máscara e pare de buscar esse tipo de produto. "Quem fez estocagem domiciliar (de máscaras)... é na unidade de saúde que tem de ter. Acho que máscaras de pano para os comunitários (população) funcionam muito bem como barreira. Não é caro de fazer, faz você mesmo e lava com água sanitária", disse o ministro. "Tenha quatro ou cinco máscaras dessas, lave com água sanitária. Agora, é lutar com as armas que a gente tem. Não adianta agora ficar lamentando que a China não está produzindo. Nós vamos ter de criar as nossas armas e serão aquelas que nós tivermos."