Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL

Mourão testa negativo para covid-19, mas adotará isolamento até a contraprova

Mourão testa negativo para covid-19, mas adotará isolamento até a contraprova
16/05/2020 18:00 - Estadão Conteúdo


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e sua esposa, Paula Mourão, testaram negativo para o novo coronavírus, mas vão permanecer em isolamento na residência oficial do Palácio do Jaburu até o resultado dos exames de contraprova. A informação é da assessoria de Comunicação Social da Vice-Presidência.

"O vice-presidente da República e sua esposa permanecem em isolamento na residência oficial do Jaburu, só devendo o vice-presidente Hamilton Mourão retornar ao expediente normal na quarta-feira, caso os exames de contraprova assim o autorizem", diz a nota.

Mourão e sua esposa foram submetidos aos exames neste sábado, 16, logo depois de tomarem conhecimento de que um servidor que esteve próximo ao vice-presidente na quarta-feira, dia 13, teve confirmado teste positivo para a covid-19.

Entenda:

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e sua esposa, Paula Mourão, foram submetidos a exames para testar se estão com o novo coronavírus e vão permanecer em isolamento na residência oficial do Palácio do Jaburu aguardando os resultados, que devem ficar prontos na segunda-feira (18).

A informação foi distribuída à imprensa nesta tarde pela assessoria de Comunicação Social da Vice-Presidência. Segundo a nota, Mourão e sua esposa fizeram os testes hoje, logo depois de tomarem conhecimento de que um servidor que esteve próximo ao vice-presidente na quarta-feira, dia 13, teve confirmado teste positivo para a covid-19. O diagnóstico do servidor foi conhecido na manhã de hoje.

"O senhor vice-presidente da República não cumprirá expediente na próxima segunda-feira, dia 18 de maio, aguardando os resultados dos testes, previstos para esse dia", informa a nota.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!