Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

MPF coletou dados de Cunha e de ex-deputada, informa Câmara

Foram coletados dados de login [data, hora e máquina] de todos os usuários
20/08/2015 21:00 - AGENCIA BRASIL


A diretoria do Centro de Informática (Cemin) da Câmara dos Deputados informou, em nota, que o Ministério Público Federal (MPF), em diligência, teve acesso a dados de parlamentares e servidores, mas foram coletadas informações apenas do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ). Em maio, o MPF fez uma diligência com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Durante a diligência do Ministério Público Federal, autorizada pela Supremo Tribunal Federal, foram restaurados e disponibilizados, a partir de cópia de segurança, dados de login [data, hora e máquina] de todos os usuários – deputados, servidores, secretários parlamentares, CNEs [cargos de natureza especial], terceirizados e estagiários – na rede de computadores da Câmara dos Deputados. Em seguida, foi realizada uma pesquisa em todos esses dados, para extrair somente os registros dos deputados Eduardo Cunha e Solange Almeida”, informa a nota, assinada pelo diretor do Cemin, Guilherme Brügger D'Amato.

Conforme explicou o diretor, a diligência foi conduzida pelo MPF e feita por servidores da Casa, em equipamentos da Câmara, e seguiu os “estritos limites da ordem judicial”. “O resultado do processamento, que continha apenas os dados solicitados, foi gravado em mídia [CD], observando o devido sigilo. Foram feitas três cópias da mídia, tendo duas sido entregues à equipe de diligência e outra anexada ao processo administrativo instaurado na Câmara.”

Felpuda


Entre sussurros, nos bastidores políticos mais fechados, os comentários são que história apregoada por aí teria sido construída para encobrir o que realmente foi engendrado em conversa que resultou em negociata. 

O script foi na base do “você finge que é assim, e nós fingimos que acreditamos”. 

Batido o martelo, a encenação prosseguiu e, conforme o combinado, deverão ser apresentados novos episódios.

Ah, o poder!