Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2020

Nova direção do PT quer eleger até dez prefeitos em 2020

Vereador de Coxim tomou posse no lugar do ex-governador Zeca do PT
14/12/2019 09:30 - ADRIEL MATTOS


 

Com o objetivo de recuperar pelo menos parte do espaço que perdeu em 2016, a nova direção estadual do PT, que tomou posse na sexta-feira (13), quer eleger até dez prefeitos entre os 53 municípios que tem representação. Presidente da Câmara Municipal de Coxim, o vereador Vladimir Ferreira, assume no lugar do ex-governador de Mato Grosso do Sul e ex-deputado federal, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT.

“Como principal partido de oposição, nossa tarefa agora é defender a democracia, e paralelamente organizar o partido para as eleições de 2020. Teremos candidaturas em Campo Grande, Dourados e nos principais colégios eleitorais”, afirmou o novo presidente. Na Capital, ele apontou quatro nomes para a disputa. Os deputados estaduais Pedro Kemp e Cabo Almi; o presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação do estado (Fetems), Jaime Teixeira; além de Zeca do PT.

Sobre a composição da chapa para prefeito, Ferreira disse que pode construir alianças com partidos de centro-esquerda e esquerda. “Vamos compor onde for possível. Nesse momento que se cristaliza tamanho retrocesso no Brasil, temos que unir todas as forças que queiram derrotar isso que está aí”, disse, referindo-se ao grupo político do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Atualmente, o PT não tem nenhum filiado comandando prefeituras, e espera eleger no mínimo de três a cinco candidatos, podendo chegar até a dez, segundo o deputado estadual Cabo Almi. Além disso, a pretensão da legenda é eleger também dez vice-prefeitos e ampliar a bancada de vereadores, de cerca de 40 hoje para 100 parlamentares.

Almi mantém seu nome à disposição, mas acredita que Kemp tem maiores condições de representar a legenda na disputa. “O deputado Pedro Kemp demonstrou interesse em ser candidato a prefeito, e por uma questão de tempo, ele tem mais tempo no partido e de mandato, disse a ele que estou à disposição para ajudá-lo. Mas é fato que Campo Grande terá candidato”, finalizou.

Novo presidente estadual do PT (à esquerda), Vladimir Ferreira. (Foto: Valdenir Rezende/Arquivo/Correio do Estado

LULA

Uma nova visita do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a Mato Grosso do Sul segue sendo um dos objetivos do diretórios, segundo o novo presidente estadual. “Antes de ser preso injustamente, ele estava em caravana e a próxima região [antes da prisão] seria o Centro-Oeste. Vamos agora reivindicar essa visita, porque é importante para nossa militância e para as forças políticas”, explicou.

Ferreira afirmou ainda que volta do ex-presidente à militância e às ruas torna o jogo político mais combativo contra o grupo político de Bolsonaro. “Sabemos da capacidade política que Lula tem. Ele começa a andar pelo Brasil, a conversar com o povo brasileiro, e tenho certeza que isso tende a resultar em bons frutos para as forças progressistas para conter esse retrocesso”, argumentou.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!