Clique aqui e veja as últimas notícias!

ELEIÇÕES 2020

Partidos se unem para enfrentar MDB no interior do Estado

Há 20 anos, Costa Rica é comandada pelo partido do ex-governador André Puccinelli
31/01/2020 16:58 - YARIMA MECCHI, COM AGÊNCIAS


Três partidos estão unidos determinados a ganhar a eleição em Costa Rica, que há 20 anos é comandada pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Aliados os partidos Progressista (PP), Social Democracia Brasileira (PSDB) e Social Democrático (PSD) pretendem diminuir ainda mais a atuação da agremiação do ex-governador André Puccinelli.

Conforme divulgado, Cleverson Alves dos Santos, o Delegado Cleverson, assinou ontem (30) a ficha de filiação ao PP, durante evento na Câmara Municipal, e será o provável candidato de uma coligação com PSDB e PSD a prefeito de Costa Rica. “É uma ameaça à hegemonia do MDB, que tem se perpetuado no poder municipal há duas décadas”, diz a nota.

Eleito prefeito duas vezes, Waldeli Rosa não pode concorrer a disputa de outubro e a intenção dos agremiações é tirar a administração da cidade dos emedebistas.“Pela primeira vez depois de 20 anos de hegemonia do MDB, a gente vê se solidificar uma aliança que dá a musculatura necessária no pleito, com o apoio do governador Reinaldo Azambuja”, afirmou o deputado federal Beto Pereira (PSDB).

O deputado estadual Gerson Claro (PP), também participou do ato de filiação, ponderou que existem outros interessados em concorrer ao cargo, mas que Cleverson é o nome que desponta e tem capacidade de aglutinar forças. “Ele é pré-candidato, assim como tem outros, mas as conversas estão bem adiantadas em torno do Cleverson. Vamos levar uma proposta para Costa Rica em uma parceria com PSDB, PSD e outros partidos”, disse por meio de nota.

O Correio do Estado procurou o presidente estadual do MDB, Junior Mochi, porém até a publicação não houve retorno. O prefeito de Costa Rica também foi procurado, mas não atendeu as ligações.