Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AUTORIA DO GOVERNO

Passa em 1ª votação projeto que prevê indicação de diretores em escolas

Medida valeria para 10% das unidades de ensino, que correspondem aos estabelecimentos em tempo integral
11/12/2019 13:26 - RICARDO CAMPOS JR. E IZABELA JORNADA


 

Projeto de lei que prevê indicação de 10% dos diretores das escolas estaduais pelo Governo passou em primeira votação nesta quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa. Esse porcentual corresponde à quantia das unidades de ensino em tempo integral.

Foram contra somente os deputados estaduais Renan Contar (PSL), Cabo Almi (PT) e Pedro Kemp (PT). Todos os outros 16 parlamentares presentes foram a favor do texto, que agora deve seguir para segunda votação.

O presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems), Jaime Teixeira, esteve presente na sessão e pediu que se obedecesse ao que já está estabelecido na lei, ou seja, escolha dos gestores das escolas por eleição.

A mudança, na opinião dele, se trata de uma estratégia para concessão de cargos em troca de apoio nas eleições de 2020. Além disso, ele lembrou que todas as unidades devem funcionar em período integral nos próximos anos.

Pedro Kemp compartilha dessa mesma opinião. “Isso é para o governo indicar os cabos eleitorais deles. Se é assim, é melhor colocar todas as escolas de uma vez, ao invés de apenas dez por cento”, disse.

Ele chegou a apresentar emenda para garantir que todas as escolas, no futuro, não tenham os diretores indicados, mas ela foi derrubada. “Puxaram o meu tapete”, disse no plenário. Ainda não há previsão para que o assunto volte a ser discutido.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!