Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2020

Promotora Paula Volpe não quer entrar para a política

MDB, que confirmou pré-candidatura de Márcio Fernandes, sondou integrante do Ministério Público
08/02/2020 13:41 - Eduardo Miranda, Izabela Jornada


A promotora de Justiça Paula Volpe revelou que não pretende ser candidata na próximas eleições municipais, em outubro, nem tampouco está filiada ou irá se filiar a partido algum. “De fato, não fui convidada e realmente não tenho vocação política”, informou.

Este posicionamento de Paula Volpe põe um balde de água fria na intenção de alguns integrantes da executiva do MDB, que nos últimos meses, cogitaram contar com ela nas próximas eleições municipais. Depois de saber, pela imprensa, da sondagem, ela teria confidenciado a amigos que, se recebesse o convite, declinaria. 

 
 

SONDAGEM

Dentro do MDB, havia quem não escondesse o desejo de colocá-la como candidata a vice-prefeita em uma eventual chapa liderada pelo deputado estadual Márcio Fernandes.  

O nome de Fernandes foi confirmado como pré-candidato do partido na manhã deste sábado. O deputado, ao ser perguntado sobre a possibilidade de contar com a promotora, rasgou elogios: “É um ótimo nome, uma ótima opção para o partido, ainda mais com o direcionamento que temos, de priorizar as mulheres”.  

O presidente estadual do MDB, ex-deputado estadual Junior Mochi, confirmou que a indicação à promotora existiu, mas que o convite ainda não foi feito. “Ninguém fez o convite oficial a ela, mas foi uma ótima indicação”, disse, ao elogiar a promotora e o trabalho que ela desempenha no Ministério Público de Mato Grosso do Sul.  

Ex-governador de MS por dois mandatos, e ex-prefeito de Campo Grande por outros dois mandatos, André Puccinelli, durante evento que confirmou Fernandes como pré-candidato a prefeito, usou o bom humor para falar da sondagem a Paula Volpe: “Se eu pudesse, trocava todos esses homens por candidatas mulheres”. 

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...