Clique aqui e veja as últimas notícias!

ELEIÇÃO

Prefeito “fura fila” da vacina para Covid-19 é eleito presidente da Assomasul

Valdir Junior é investigado pelo Ministério Público e pode ser denunciado por improbidade administrativa
29/01/2021 18:31 - Flávio Veras


O prefeito de Nioaque Valdir Couto de Souza Junior (PSDB), que é investigado por supostamente “furar fila” da vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19), foi eleito nesta sexta-feira (29), presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul). Valdir Junior foi o único candidato e disputou pela chapa "Independência e União".

Segundo a assessoria da entidade, as urnas foram fechadas às 17h, quando teve início a apuração. Foram contabilizados 73 votos sim e um nulo. Ou seja, Junior foi eleito com 91,13% da preferência.  

O prefeito é investigado pelo Ministério Público Estadual (MPMS). Ele foi flagrado em imagens em que aparece recebendo a primeira dose do imunizante. Segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI), nessa primeira fase são prioritários: profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos, acima de 60 que estão em instituições (asilos) e indígenas.  

Últimas notícias

E foi justamente em uma aldeia que a conduta, que configura em crime de improbidade administrativa, aconteceu. Em sua alegação ao Correio do Estado, o prefeito que também é dentista, afirmou que faz parte da área da saúde e, por esse motivo, tinha direito ao imunizante nessa primeira fase.  

Já a prefeitura, por meio de nota, afirmou que, Valdir Junior, disse ter recebido a vacina a pedido dos caciques da comunidade indígena e de técnicos da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) para incentivar a comunidade a aderir à importância da imunização.

ELEIÇÃO

Segundo a Assomasul, a eleição foi restrita a prefeitos e prefeitas por causa da pandemia e obedeceu às regras de biossegurança, incluindo distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel. Valdir Júnior substituirá o presidente Pedro Caravina, ex-prefeito de Bataguassu, que dirigiu a associação durante dois mandatos – 2017 a 2018 e 2019 a 2020.  

Ainda de acordo com a associação, a chapa única se deu devido ao consenso de vários partidos para ocupar 20 cargos de direção, incluindo três membros do Conselho Fiscal e seus suplentes. A posse da nova diretoria ocorreu logo após a proclamação do resultado oficial da eleição, em cerimônia administrativa no auditório da entidade, em Campo Grande.

Assine o Correio do Estado.