Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DECISÃO

Acusado por corrupção, prefeito de Bandeirantes é cassado pela Câmara da cidade

Álvaro Urt afirmou que o caso se trata de perseguição política, devido às eleições que já começaram
29/09/2020 19:00 - Flávio Veras


O prefeito de Bandeirantes, Álvaro Urt (DEM), teve o mandato cassado em sessão realizada na manhã desta terça-feira (29) na Câmara Municipal da cidade. Por oito votos a um, os vereadores decidiram que ele deve deixar o cargo imediatamente, pois ele é acusado de ter cometidos três crimes contra a administração pública municipal, ou seja, corrupção.

Uma comissão processante foi instaurada na Câmara, após operação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), batizada de “Sucata preciosa”, investigar crimes de peculato, fraude em licitação e corrupção.

A operação foi realizada em junho deste ano. Conforme o Ministério Público, a prefeitura pagou por supostos serviços de manutenção em veículos, mas que não foram prestados já que boa parte estava sucateada ou abandonada.

O Ministério Público Estadual passou a investigar a situação e encontrou inúmeras irregularidades, desde documentação até veículos que não deveriam estar em operação.

O vice-prefeito, Luiz Meira (PSD) já tomou posse. Álvaro Urt afirmou que vai recorrer da cassação, e que o caso se trata de uma decisão política a 45 dias da eleição municipal. Ele era candidato à reeleição.

 

 
 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido