Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ELEIÇÕES

Promotoria pede impugnação de candidatura de ex-secretário de Bernal, condenado pelo Tribunal de Contas

Candidata a vereadora, Luiza Ribeiro (PT), também está na lista dos candidatos ficha suja na Capital
12/10/2020 14:32 - Eduardo Miranda


O Ministério Público Eleitoral já começou a caçada aos candidatos “ficha suja” em Campo Grande. O promotor eleitoral Luiz Eduardo Lemos de Almeida pediu a impugnação da candidatura de Ivandro Corrêa Fonseca (PP), ex-secretário de Saúde da gestão Alcides Bernal  na prefeitura da Capital.

Fonseca aparece na lista de candidatos inelegíveis, por terem sido condenados no Tribunal de Contas. Dentre os candidatos em Campo Grande, além de Fonseca, a ex-vereadora e diretora da Fundação de Cultura, Luiza Ribeiro (PT), também aparece na lista dos “ficha suja”. O Ministério Público, porém, ainda não juntou nenhuma petição no processo de registro da candidatura dela.  

O promotor de Justiça Luiz Eduardo Lemos de Almeida, fundamenta o pedido de impugnação da candidatura de Fonseca, nas irregularidades apontavas pelo Tribunal de Contas, no período em que era secretário de Saúde.  

“Com efeito, a inclusa documentação revela a rejeição das contas prestadas por Ivandro Corrêa da Fonseca, rejeição que se deu por irregularidade insanável configuradora, destaque-se, de ato doloso de improbidade administrativa”, alegou o promotor.  

Conforme o membro do Ministério Público, as contas de Fonseca foram rejeitadas em 2013, primeiro ano da gestão Bernal, porque ele teria atuado como controlador interno e secretário municipal, funções que não podem ser acumuladas.  

Diga-se de passagem, o ex-prefeito da Capital, Alcides Bernal, que não se candidatou a cargo nenhum nestas eleições, também integra a lista dos candidatos ficha suja na Capital.

 

Saiba quem são os fichas sujas de Mato Grosso do Sul

Levantamento feito pelo Correio do Estado na semana passada, feito através de consulta nas listas de inelegíveis dos tribunais de conta do Estado e da União, apontou 26 inelegíveis concorrendo nas eleições deste ano, são eles:

 

VEREADORES

Ivandro Corrêa Fonseca - PP - Campo Grande

Luiza Ribeiro - PT - Campo Grande

Alfredo Alexandrino dos Santos Júnior - PSB - Água Clara

Edvaldo Jerônimo Soares da Silva - PSB - Jaguari

Elix de Paula Rezende Junior Camapuã - reeleição - 

Elio da Veterinária - Elio César Crepusculi - PSDB - Japorã - 

Gilson Antônio Romano - MDB - Rio Negro

Glauco José Lourenço - PSDB - Nova Andradina

Humberto Bogarim Gonçalves - PSDB - Camapuã

Jorge Justino Diogo PSD - Brasilândia

Moizes Neres - PT - Nova Alvorada do Sul

Prof: Serginho - Sérgio Henrique Sá Braga - DEM - Jardim

Tamara Cristina Nicolete Pererira - MDB - Aparecida do Taboada - 

Gilson Antonio Romano - MDB - Rio Negro -  

 

PREFEITO

Rudi Paetzold - MDB -  Coronel Sapucaia - *Reeleição - 

DR. Erney Barbosa - Erney Cunha Bazzano Barbosa - PSD - Jardim

José Antonio - José Antonio Assad e Faria - PSDB - Ladário 

Japão - Wladimir de Souza Volk - MDB - Dois Irmãos do Buriti 

“Cassuci” - João Donizeti Cassuci - PDT - Angélica 

“Chico Prioli” - PSDB - Francisco Prioli - Sete Quedas - *Reeleição 

Daltro Fiuza - MDB - SidroLândia

DR. Jun - Jun Iti Hada - PMDB - Ex-prefeito - 2015 - Bodoquena

João Donizeti Cassuci - PDT - Angélica  

 

VICE

Jaime Soares Ferreira - PSD - Selvíria -

Vagner Alves Guirado - PSD - Anaurilândia

Sandra Cassone - Cardoso Martins Cassone - MDB - Itaquirai

 
 
 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.