MENU

Clique aqui e veja as últimas notícias!

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Protagonista no passado, PT tenta se reerguer para deixar de ser coadjuvante

Partido que já governou o Estado e já teve prefeituras importantes tenta se reerguer nas eleições
19/09/2020 07:30 - Flávio Veras


O Partido do Trabalhadores (PT), que não comanda nenhuma prefeitura em Mato Grosso do Sul, tentará se reerguer nestas eleições. 

A legenda já governou o Estado com José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, entre os anos 1999 e 2005, e já esteve à frente de prefeituras de cidades importantes como Dourados e Corumbá.  

Outra expectativa da legenda, segundo os petistas, é eleger o maior número de candidatos a prefeito e vereadores, além de disputar um possível segundo turno em Campo Grande

Segundo informações da assessoria de imprensa do partido, nessas eleições o PT lançará 600 candidatos a vereador. Na atual legislatura, são 31 vereadores espelhados nas 79 Câmaras Municipais no Estado. Já para concorrer às prefeituras, serão 15 candidatos.  

Segundo o presidente do partido, Vladimir Ferreira, a legenda tem a expectativa de eleger o maior número de vereadores e chegar à prefeitura em todas as cidades em que lançou candidatos. Uma delas é a Capital, que terá o deputado estadual Pedro Kemp disputando o Executivo da maior cidade de Mato Grosso do Sul. 

Sua vice será a ex-secretária de Assistência Social na gestão Zeca do PT, Eloisa Castro.

Esse sonho de comandar a Capital é um desejo que remonta a 1992, quando o bancário aposentado e um dos fundadores da legenda, Zeca do PT, tentou se eleger pela primeira vez, mas foi derrotado.