Clique aqui e veja as últimas notícias!

RIVAIS HISTÓRICOS

PT e MDB se aliam em blocão para manter cargos em comissões

Pela manhã, Márcio Fernandes (MDB) chegou a anunciar o maior bloco da Assembleia Legislativa, mas, no fim do dia, Londres Machado (PSD) virou o jogo
10/02/2021 10:00 - Eduardo Miranda


Os partidos que em outras décadas já foram rivais na política de Mato Grosso do Sul continuarão unidos no último biênio da atual composição da Assembleia Legislativa. 

O MDB e o PT (e também o DEM) receberam mais adesões neste ano e anunciaram ontem um bloco, que começou a manhã como G10, mas terminou como G9, após o grupo de Londres Machado (PSD) manter Lucas de Lima (Solidariedade), deixando o bloco das antigas legendas rivais com nove parlamentares.

Uma quase desunião no partido Solidariedade é que foi o fiel da balança na formação dos grupos. Márcio Fernandes (MDB) chegou a anunciar o seu G10 logo após a sessão da Assembleia Legislativa. 

Últimas notícias

Porém, ontem, no fim da tarde, Lucas de Lima deixou o grupo do emedebista e voltou ao mesmo grupo em que esteve no ano passado, no qual está seu correligionário Herculano Borges.  

O objetivo do agrupamento dos deputados em blocos, unindo partidos que são historicamente rivais, é ocupar cargos estratégicos nas comissões legislativas.