Clique aqui e veja as últimas notícias!

“BANCO DE RESERVAS”

Fora da chapa do MDB, André Puccinelli é “candidato oculto” do partido

Legenda pode mudar os planos no meio da disputa e escalar o ex-governador para estas eleições
22/09/2020 08:00 - Flávio Veras


Durante a campanha eleitoral, não se assuste se porventura ver a figura do ex-governador de Mato Grosso do Sul André Puccinelli colada nos dois candidatos do MDB à Prefeitura de Campo Grande, Marcio Fernandes e a vice, Juliana Zorzo.  

É que o ex-governador ainda não descartou totalmente a possibilidade de participar da disputa, ainda que seja em uma manobra de última hora, entrando na chapa do partido para prefeito.  

O Correio do Estado apurou que essa manobra, parecida com a que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nas eleições de 2018, é cogitada pela legenda. 

Na ocasião, o Partido dos Trabalhadores (PT) segurou o nome de Lula como cabeça de chapa até quando pôde. Aos 45 minutos do segundo tempo daquele pleito, os nomes que concorreram nas urnas foram os de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila (PCdoB), como vice.

Ainda conforme apurado pela reportagem, a ideia da legenda seria segurar esse anúncio para não desgastar a imagem de Puccinelli em decorrência da ofensiva que poderia acontecer pelos seus adversários durante a propaganda eleitoral, que terá início no dia 27, oficialmente.