Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EUA

Senador Nelson Trad participa de encontro de Bolsonaro com Trump

Agenda está prevista para durar quatro dias
07/03/2020 12:20 - Izabela Jornada


O senador Nelson Trad Filho (PSD) vai participar de encontro do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) com o presidente dos Estado Unidos da América (EUA), Donald Trump. Os dois embarcaram na manhã deste sábado (7) e fizeram uma parada em Boa Vista (Roraima).

De acordo com o senador, ele foi convidado por ser presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. Na oportunidade, Nelson Trad vai palestrar sobre a Amazônia Legal e Seus Aspectos Institucionais Multinacionais. “Embarco rumo à Miami com o presidente, Jair Bolsonaro para participar do Fórum das Américas, que tem por objetivo colocar em discussão os principais temas da agenda brasileira para o continente”, disse o senador em suas redes sociais.

A conferência internacional tem como principal tema “Brasil-Estados Unidos: um novo prisma nas relações de parceria e investimentos”.

O avião presidencial deve pousar na Flórida, na tarde de hoje. Essa será a quarta viagem do presidente ao país americano.

A viagem ao estado da Flórida deve durar quatro dias e de acordo com informações do G1, em nota, a Casa Branca informou que Bolsonaro e Trump discutirão oportunidades para restaurar a democracia na Venezuela, o processo de paz no Oriente Médio, políticas comerciais e investimentos em infraestrutura. Trump agradecerá ao Brasil pela “forte aliança” com os EUA.

Ainda de acordo com o site, existe a possibilidade de Trump e Bolsonaro aproveitarem o encontro para assinar acordos na área militar.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.