Clique aqui e veja as últimas notícias!

NOVO POSTO

Ex-presidente de Comissão da Agricultura, Thronicke pleiteia ser vice do colegiado

Com a decisão da senadora em entrar nessa disputa, o anúncio do segundo cargo mais importante do colegiado teve de ser adiado
24/02/2021 15:07 - Flávio Veras


A ex-presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, Soraya Thronicke (PSL-MS), busca permanecer em cargo destaque no colegiado para o biênio 2021-2023, porém agora na vice-presidência.  

No entanto, o impasse para que ela assuma o cargo está na vontade do colega parlamentar, Wellington Fagundes (PL-MT), que também deseja ter o segundo posto mais importante da comissão.

Últimas Notícias

A presidência ficou com o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que foi eleito por unanimidade, nesta quarta-feira (24).  

Reforma Agrária

Thronicke vem dando declarações e tomando atitudes que estão levando seu eleitorado a chamá-la de ex-bolsonarista. Desconhecida na política sul-mato-grossense até às eleições de 2018, ela alcançou o posto de senadora levada pela onda Bolsonaro, que impulsionou muitos considerados “não políticos”, ao Congresso Nacional.

Dessa vez, ela surpreendeu ao defender o cargo de vice dizendo que sobre a importância da reforma agrária no Brasil e afirmou que é preciso fazer o processo por inteiro, pois não há reforma sem título de domínio da terra.  

“Se vai fazer um processo de reforma agrária, que entregue o título para a pessoa. Chega a ser desumano, porque esses pequenos que ficaram assentados ficaram sem condições de trabalhar. Sem seu título, sequer podem ter acesso ao Plano Safra. Eles ficam à margem de toda a possibilidade de prosperar, que é o intuito da reforma agrária”, projetou.

Investimentos

Já seu antagonista na disputa do posto e de espectro político, o petista Fagundes chamou atenção para a importância de uma manutenção eficiente das estradas brasileiras. Segundo ele, a logística é um dos grandes problemas atuais do agronegócio.  

O senador ressaltou também que o Brasil dá exemplo com uma agricultura e agropecuária de excelência.  

“Temos uma produção de proteína animal de ponta, usando tecnologia e pesquisa. Conseguimos dar o exemplo, mesmo agora na pandemia, aumentando a nossa produção e índices de produtividade, principalmente no estado do Mato Grosso”, afirmou. 

Já o presidente da comissão, destacou que os maiores desafios da comissão nos próximos anos serão o posicionamento estratégico da agricultura brasileira no mercado internacional, a regularização fundiária e a discussão em torno do novo marco legal para o licenciamento ambiental.  

“Vamos trabalhar em conjunto com a Comissão de Relações Exteriores. Temos um produto de exportação e queremos ampliar a exportação não só de commodities, mas também de produtos industrializados”, afirmou.

Gurgacz apontou que 30% do PIB brasileiro vêm do agronegócio e da agropecuária, e por isso a CRA tem um um papel de muita importância para o país, com grande contribuição para a economia.