Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2020

Marcos Trad confirma Adriane como vice e para PSDB pode restar apenas apoio

Hoje os tucanos farão convenção partidária que definirá os candidatos a vereadores e possível apoio a reeleição de Trad
16/09/2020 15:43 - Flávio Veras


O prefeito de Campo Grande e candidato à reeleição, Marcos Trad (PSD), confirmou na última terça-feira (16), o nome de Adriane Lopes (Patriotas) como candidata a vice-prefeita em sua chapa. A expectativa era de uma possível chapa composta entre o PSD e o PSDB, que traria o nome no vereador e presidente da Câmara de Vereadores da Capital, professor João Rocha, porém após a confirmação de Lopes na chapa que busca a reeleição, essa aliança não se concretizou.  

 

Contudo, os tucanos realizam nesta quarta-feira (16) a convenção que definirá os vereadores da sigla, bem como o apoio a candidatura do atual prefeito, ou não. O partido fará a reunião rachado, pois uma parcela dele quer uma candidatura própria e o nome escolhido seria da deputado federal Rose Modesto.  

 

Porém, tanto o presidente municipal psdbista, vereador João César Mattogrosso, bem como o presidente estadual da sigla, Sérgio de Paula, publicaram uma carta que reitera apoio a reeleição de Marquinhos, poucas horas após Modesto protocolar no partido a intenção de concorrer à prefeitura da Capital.  

 

“O PSDB reafirma seu compromisso e sua coerência nas eleições municipais de Campo Grande apoiando a reeleição do prefeito Marcos Trad. Temos convicção de que este é o melhor caminho para continuarmos avançando nas ações conjuntas que estão transformando nossa capital e oferecendo melhor qualidade de vida à população”, diz o documento.

 

Já Rose justificou sua intenção dizendo que “passados quatro anos, entendo que uma recandidatura nossa seria o caminho natural do PSDB, tendo em vista o clamor das bases partidárias e da própria população, carente de alternativas nesta próxima eleição.”  

 

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!