Clique aqui e veja as últimas notícias!

CONGRESSO

Trad diz que é preciso “bênção” de Alcolumbre para comandar o Senado Federal

Para o senador, o principal eleitor deste pleito é o atual presidente; seu indicado terá grande chance de comandar a Casa nos próximos dois anos
10/12/2020 10:00 - Flávio Veras


Após ser impedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de disputar a reeleição para o cargo, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), elaborou uma lista com seis nomes que ele poderia apoiar para a sucessão da presidência da Casa. 

Entre os preferidos do presidente está o senador e presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, Nelson Trad (PSD).

O parlamentar sul-mato-grossense avaliou que a “bênção” de Alcolumbre poderá ser fundamental na eleição do futuro presidente da Casa.

Acompanhe as últimas notícias

Além de Trad, a lista elaborada pelo presidente do Senado é composta pelos senadores Antonio Anastasia (PSD-MG), Lucas Barreto (PSD-AP), Rodrigo Pacheco (DEM-MG), Marcos Rogério (DEM-RO) e Daniella Ribeiro (PP-PB).

Ao ser questionado sobre o fato de o seu nome figurar entre os possíveis candidatos apoiados por Alcolumbre, Nelson Trad disse que ainda é prematuro afirmar que se colocará na disputa ao cargo. 

No entanto, ele projetou que a “bênção” do atual presidente deverá decidir o futuro comandante da Casa.

“O principal eleitor dessa empreitada é o senador Alcolumbre. Quem ele indicar sairá na frente dessa corrida, com certeza. Ele deve estar conversando com as lideranças partidárias para posteriormente indicar um nome forte e que também seja consenso entre os colegas senadores”, considerou Trad.

Entre os indicados de Alcolumbre não há menção a nenhum senador do MDB, partido de onde deve sair o nome apoiado pelo Palácio do Planalto. 

Segundo auxiliares de Jair Bolsonaro (sem partido), hoje, os favoritos do presidente são os líderes do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), e no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE).