Política
DECISÃO

Processo por improbidade contra senador Nelson Trad é retirado da Justiça Federal

Trad foi condenado por improbidade administrativa praticada quando era prefeito de Campo Grande

Ana Clara Santos, Celso Bejarano

20/05/2022 17:46

Após seis anos de proferir condenação contra o senador de Mato Grosso do Sul, Nelson Trad Filho (PSD), o Tribunal Regional Federal da 3ª Região decidiu que a Justiça Federal não tem competência para julgar o caso. A decisão, de 2018, sentenciou o político por improbidade administrativa, alegando que, quando prefeito de Campo Grande, Trad teria feito autopromoção e propaganda de sua gestão por meio de totens instalados em obras públicas.

Posteriormente, o senador entrou com o recurso pedindo que fosse reconhecida a incompetência da Justiça Federal e a decisão que o condenou fosse anulada, alegando que os recursos usados na instalação dos totens eram de origem municipal e todas as contas sobre a execução das obras foram devidamente prestadas à época. 

Ainda de acordo com o processo, a defesa alega que não houve promoção pessoal ou dolo com a instalação dos totens que, segundo alegação, apenas serviram para registrar a realização das obras.  Assim como fizeram outros Chefes de Executivo municipal em suas respectivas gestões.

Na mesma decisão, a desembargadora Marli Ferreira, da 4ª Turma do TRF3, não analisou o pedido do Ministério Público para que a pena fosse aumentada. À época, o então prefeito foi condenado a ressarcir o dano ao erário público e pagar uma multa equivalente a oito salários de prefeito em novembro de 2012.