Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RECEITA

Nhoque de abóbora com molho de gorgonzola

Nhoque de abóbora com molho de gorgonzola
01/11/2019 14:35 - Roberto Ravioli


 

INGREDIENTES

Nhoque 
600 g de abóbora japonesa 
1  1/4 colher (sopa)  de queijo parmesão ralado 
1 colher (sopa) de açúcar 
3/4 de xícara (100 g) de queijo roquefort picado
2  1/2 xícaras de farinha de trigo 
3 litros de água
1/2 maço de rúcula (150 g) em tirinhas
Queijo parmesão ralado, para gratinar
Sal a gosto

Molho
4 colheres (sopa) (60 g) de manteiga sem sal
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 xícaras (480 ml) de leite 
1/4 de colher (chá) de noz-moscada ralada
1 xícara (150 g) de queijo gorgonzola picado
Sal e pimenta-do-reino branca moída na hora a gosto

MODO DE FAZER

Nhoque
1) Retire a casca da abóbora, corte em pedaços pequenos e leve ao micro-ondas por 15 minutos na potência alta. Quando amolecer, retire do micro-ondas e amasse com um garfo. 

2) Numa vasilha, junte a abóbora, o parmesão, 1/2 colher (chá) de sal, o açúcar e o roquefort e misture bem. 

3) Adicione a farinha, amasse, faça rolinhos e corte em pedacinhos (nhoque). 

4) Cozinhe os nhoques na água fervente com sal e retire-os com uma escumadeira tão logo subam à superfície.

5) Misture os nhoques ao molho, junte a rúcula, polvilhe o parmesão ralado e leve ao forno preaquecido a 200°C por 10 minutos para gratinar. 

Molho

6) Numa panela, derreta a manteiga em fogo baixo, junte a farinha, mexa rapidamente até formar uma massa lisa e deixe cozinhar por 2 minutos em fogo baixo, mexendo sempre.

7) Sem parar de mexer, adicione o leite aos pouquinhos.

8) Tempere com sal, pimenta e noz-moscada e deixe ferver por 2 minutos.

9) Então junte o gorgonzola e misture bem até derreter.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.