Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PRATO QUENTE

Polpetone recheado com queijo

Este é um prato típico italiano feito com carne moída e alguns temperos, e para finalizar, é coberto com molho de tomate
24/10/2019 14:39 - DESTEMPERADOS


 

Ingredientes
Polpetone

500 g de carne moída 
250 g de muçarela para rechear
Cheiro verde (salsinha e cebolinha) a gosto
1 clara de ovo
Farinha de trigo para empanar
Sal e pimenta a gosto
Azeite ou óleo para fritar

Molho
1 cebola picada
1 dente de alho picado
1 lata de molho de tomate pelati
1 colher de sopa de azeite
4 folhas de manjericão
Sal a gosto
 

Modo de preparo
1) Em uma panela, coloque o azeite, a cebola e o alho e frite-os até ficarem dourados.

2) Acrescente o molho pelati e tempere com um pouco de sal e de pimenta. Misture e deixe cozinhar um pouco em fogo baixo. Depois que ferver, adicione as folhas de manjericão e deixe cozinhar por mais 5 minutos.

3) Em uma tigela, coloque a carne, a clara de ovo, tempere-a com sal, pimenta e coloque o cheiro verde. Misture bem para formar uma massa homogênea.

4) Abra essa massa em um formato redondo e recheie com o queijo.

5) Feche com cuidado, em formato de hambúrguer, mas mais alto. Empane com a farinha de trigo e retire o excesso.

6) Em uma frigideira quente, coloque um pouco de azeite e frite os polpetones dos dois lados.

7) Coloque uma parte do molho em uma assadeira ou refratário e adicione os polpetones por cima. Coloque o restante do molho.

8) Polvilhe queijo parmesão por cima e regue com azeite.

9) Leve ao forno em uma temperatura de 200°C por, aproximadamente, 20 minutos ou até ficar dourado.

Dica
Sirva acompanhado de uma massa como talharim ou fettuccine.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.