Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PECUÁRIA

Arroba do boi gordo aumentou 5,8% no 1º trimestre em MS

Exportações in natura cresceram 24%
09/04/2019 14:31 - ALINE OLIVEIRA


 

O preço da arroba do boi gordo chegou a R$ 140,71 para pagamento à vista, na primeira semana de abril. Os dados apresentados pela Unidade Técnica da Federação de Agricultura e Pecuária (Sistema Famasul) apontam ainda, incremento de 5,8% em relação ao ano passado, quando o valor médio foi de R$ 133 reais. 

Com relação às exportações, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), apontou que nos mesmo período (janeiro a março), as exportações de carne bovina in natura subiram 24% em relação a 2018, saindo de 32,6 para 40,5 mil toneladas.

A receita atingiu US$ 144 milhões. Os principais destinos das vendas internacionais, são: Chile, Hong Kong e Emirados Árabes Unidos.

Na avaliação do presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito, o fator que mais contribuiu para a melhoria no desempenho das vendas é a qualidade da carne bovina sul-mato-grossense. 

“A demanda externa aquecida tem ajudado a enxugar a oferta de carne bovina no mercado interno, com isso, os preços estão firmes. O resultado demonstra o empreendedorismo dos produtores rurais e o reconhecimento do nosso setor pela qualidade, que coloca o Mato Grosso do Sul em 4º lugar no ranking nacional de estados exportadores”, argumenta.

RETOMADA RÚSSIA

Saito destacou ainda outra notícia importante para o setor pecuário. "A Rússia voltou a comprar carne bovina brasileira no primeiro trimestre de 2019. Esse retorno gera otimismo para a pecuária tendo em vista a importância deste mercado que poderá retomar, no curto prazo, as relações comerciais com Mato Grosso do Sul", conclui o representante.

Cabe destacar que o país já foi importante comprador da carne sul-mato-grossense, ocupando em 2017, o 4º lugar no ranking dos principais destinos da matéria-prima. 

*Com informações Assessoria Famasul
 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido