Clique aqui e veja as últimas notícias!

MUDANÇA

Facebook muda nome e passará a se chamar 'Meta'

O grupo vem investindo fortemente em realidade virtual e realidade aumentada
28/10/2021 15:20 - Thais Libni


O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou, nesta quinta-feira (28), que a empresa irá mudar o nome para 'Meta'. 

O objetivo é refletir as oportunidades de crescimento para além da plataforma de mídia social homônima em domínios digitais online conhecidos como metaverso.

A alteração será no nome da empresa-mãe, isso significa que a rede social usada pelo mundo continuará com o mesmo nome, Facebook. A mudança vem como parte do metaverso, conceito que vem sendo falado por Mark Zuckerberg desde julho.

Últimas notícias

O grupo vem investindo fortemente em realidade virtual e realidade aumentada, especialmente com a subsidiária Oculus.

O anúncio foi feito durante o evento Facebook Connect.  A empresa-mãe agora intitulada Meta, é dona do Facebook, Instagram e WhatsApp. 

No evento, Zuckerberg explicou que o nome Facebook não abrange totalmente tudo o que a empresa faz. 

“No momento, nossa marca está intimamente ligada a um produto”, disse. “Mas, com o tempo, espero que sejamos vistos como uma empresa metaverso.”

Recentemente, o Facebook vem sendo alvo de críticas por conta de documentos internos vazados pela ex-funcionária, Frances Haugen. 

O conteúdo divulgado indica que a rede social priorizou lucro em detrimento do público e que sabia, por exemplo, que o Instagram era prejudicial para mulheres jovens e adolescentes.

Em meio ao escândalo, a companhia divulgou o balanço do último trimestre nesta segunda-feira, 25, e mostrou resultados abaixo do esperado.

Quedas na rede

O Instagram, Facebook e WhatsApp web ficarão fora do estão fora do ar por 06 horas no dia (17) de setembro.

Segundo a ferramenta Downdetector, que monitora serviços online, as redes começaram a apresentar problemas por volta das 14h (horário de MS).  

No dia de instabilidade no acesso às redes sociais do Facebook, as ações da empresa de Mark Zuckerberg registraram queda de 5,83%.

Assine o Correio do Estado