Tecnologia

TECNOLOGIA

Google aposta em demanda e cria gadget do zero pela 1ª vez

Google aposta em demanda e cria gadget do zero pela 1ª vez

Continue lendo...

Uma pequena esfera preta com luzes LED conhecida como Nexus Q é o primeiro hardware desenvolvido do zero pelo Google. Ele é uma central de mídia que conecta o Android a dispositivos como TVs e aparelhos de som pela casa do usuário - reproduzindo nesses aparelhos músicas e vídeos da loja multimídia da companhia, o Google Play, ou até mesmo do YouTube. O aparelho, mostrado na quarta-feira pelo Google, lança a pergunta: o que será que a gigante das buscas pretende ao se arriscar na área do hardware e lançar seu primeiro gadget?

A revista americana Wired visitou o laboratório do Google que projetou o gadget antes mesmo da companhia anunciar o Nexus Q na quarta-feira, no Google I/O, seu evento anual para desenvolvedores em São Francisco, onde também surgiu o Nexus 7, tablet fabricado em parceria com a Asus. Segundo a revista, a principal razão que levou o Google a se arriscar no mercado de eletrônicos de consumo é um dos pilares mais básicos da economia: há uma demanda enorme para um aparelho como esse.

Os usuários de iPhone têm dezenas de acessórios - fabricados pela Apple ou por outras empresas - para alavancar a fidelidade à marca à disposição, enquanto os usuários de Android - sistema que já roda em 400 milhões de aparelhos das mais diversas marcas em todo mundo - têm muito poucos. Com o Nexus Q, esses usuários têm pelo menos um aparelho Android importante para considerar. O problema, diz a Wired, é que o Google é uma empresa de software e de publicidade online, e esse DNA corporativo é difícil de mudar. Mas o Google precisa fazer isso se quiser continuar a ser relevante, já que a explosão de smartphones nos últimos cinco anos não está só misturando a relação entre smartphones e computadores, mas também entre smartphones e TVs. Todas as empresas estão em uma corrida para emplacar um dispositivo próprio nessa convergência, e o Google quer um papel importante neste futuro.

O Nexus Q também representa um passo crítico para o Google: é a primeira tentativa em hardware após a compra da Motorola. O Google decidiu que todas as peças serão fornecidas por fabricantes americanos - o que permite que os engenheiros da empresa visitem qualquer passo da cadeia de produção a qualquer momento. Mas apesar de fabricado por americanos, será que o Nexus Q será comprado por americanos? A Wired afirma que, se a análise for focada somente no hardware, o aparelho é um ótimo produto e fácil de usar. Mas há problemas.

O primeiro é o preço: o Nexus Q chegará às lojas por US$ 299. Além disso, a falta de suporte a outras plataformas, como iOS e Windows Phone, impossibilita que o aparelho seja usado por uma vasta área do público ligado em novidades de tecnologia. O aparelho também depende 100% da loja do Google Play, o que vem sendo encarado por alguns usuários como uma tentativa única de recrutar usuários para seu ecossistema. A novidade Nexus Q chegará às lojas em julho, e inicialmente apenas nos Estados Unidos. Resta dar tempo para ver se a aposta do Google é correta e se ele terá o papel relevante que a empresa imagina.

INSTABILIDADE

Instagram está fora do ar hoje (14 de maio)

Usuários relatam instabilidade na plataforma da Meta

14/05/2024 22h11

Instagram

Instagram

Continue Lendo...

O Instagram apresentou instabilidade hoje, principalmente na versão móvel da aplicação, conforme relatos de usuários e monitoramento feito pelo Downdetector.

A queda da rede social começou por volta das 12h, e os problemas mais notificados incluem dificuldades com o login e a atualização do feed. Facebook também sofreu com a instabilidade.

A Meta, empresa que controla ambas as plataformas, já informou que o problema foi corrigido mais tarde no mesmo dia Relatórios de usuários indicam problemas com Instagram na noite desta terça-feira.

Ultima atualização às 22:19 desta terça-feira

Evolução tecnológica

ChatGPT 4o: mais rápido e 50% mais barato

OpenAI apresenta o novo cérebro da IA, oferecendo desempenho aprimorado a custos reduzidos

14/05/2024 16h12

Chat GPT

Chat GPT Reprodução

Continue Lendo...

A OpenAI surpreendeu o mundo da inteligência artificial (IA) nesta segunda-feira (13) ao revelar o ChatGPT 4o, o mais recente avanço em sua série de modelos de conversação. Com uma performance que lembra o aclamado filme "Ela" (dirigido por Spike Jonze em 2013), a empresa demonstrou as notáveis melhorias do GPT-4o sobre seu predecessor, o GPT-4 Turbo, elevando não só a capacidade de processamento de texto e compreensão de imagens, mas também mantendo o suporte para interações por voz.

De acordo com a OpenAI, em comparação com o GPT-4 atual, o GPT-4o oferece o dobro de velocidade no processamento de respostas, enquanto reduz os custos em 50%, tornando-se ainda mais acessível para os usuários. O modelo também ostenta uma capacidade cinco vezes maior. Agora, cada 1 milhão de tokens (pequenos segmentos de palavras) custa apenas US$ 5, em contraste com os US$ 10 do GPT-4 Turbo. A empresa anunciou que a nova IA estará disponível gratuitamente para todos os usuários da OpenAI, inclusive para os não assinantes do plano ChatGPT Plus.

A executiva-chefe de tecnologia da OpenAI, Mira Murati, liderou demonstrações impressionantes, destacando a habilidade do ChatGPT em lidar com imagens e voz. As interações revelaram uma IA não apenas mais inteligente, mas também mais natural em suas respostas, resultando em diálogos menos robóticos e mais próximos do estilo humano. Além disso, o chatbot demonstrou sua capacidade de compreender emoções humanas.

Murati também anunciou que o GPT-4o estará disponível como uma API, permitindo que desenvolvedores e empresas integrem facilmente a inteligência artificial em uma variedade de produtos e serviços. Além disso, a OpenAI revelou melhorias em mais de 50 idiomas.

Outro destaque do evento foi o lançamento de um novo aplicativo ChatGPT para Mac, da Apple, facilitando ainda mais a integração do chatbot nas tarefas diárias dos usuários.

Este anúncio precedeu o tão aguardado evento anual do Google, o Google I/O, que também promete inovações significativas na área de IA. Especula-se que a empresa demonstre as capacidades de sua IA Gemini como assistente pessoal.

Implicações para a competição

O evento da OpenAI não apenas apresentou as capacidades aprimoradas do ChatGPT-4o, mas também destacou seu potencial como concorrente direto de assistentes pessoais como Siri, da Apple, e Alexa, da Amazon. O modelo impressiona ao combinar funcionalidades de assistência por voz com a capacidade de processar imagens do mundo real através da câmera de smartphones. A principal vantagem sobre os concorrentes é a capacidade única do ChatGPT-4o de realizar todas essas funções em um único modelo.

Na demonstração, a IA foi capaz de narrar histórias com diferentes entonações vocais, desde emocionadas até totalmente robóticas. Além disso, utilizando a câmera do celular, o ChatGPT ajudou a resolver equações matemáticas simples escritas em papel e atuou como tradutor em tempo real durante uma conversa. Segundo a OpenAI, essas funcionalidades estarão disponíveis para os usuários nas próximas semanas.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).