SÃO PAULO

Profissional que atendeu caso suspeito apresenta sintomas do coronavírus

Profissional que atendeu caso suspeito apresenta sintomas do coronavírus
02/02/2020 14:51 - ESTADÃO CONTEÚDO


Uma profissional de saúde que atendeu o empresário suspeito de ter contraído o coronavírus apresentou sintomas da doença e está em isolamento particular, em Paulínia, interior de São Paulo. A Secretaria Municipal de Saúde considera o novo caso como suspeito de transmissão direta do vírus.

Conforme boletim divulgado pela pasta na noite desta sexta-feira, 31, a paciente atendeu o homem de 45 anos que apresentou sintomas após retornar da China - esse caso é considerado caso suspeito pelo Ministério da Saúde. Ela começou a apresentar os sintomas quatro dias depois.

A nota informa que a profissional de saúde e sua família foram colocadas em isolamento domiciliar. Ela trabalha no hospital particular de Campinas onde o paciente foi atendido, mas reside em Paulínia. Segundo a pasta, ambos têm o estado de saúde estável.

A mulher e a filha do empresário não viajaram com ele para a China e não apresentam sintomas, mas também estão em isolamento. De acordo com a prefeitura de Paulínia, a situação é acompanhada pela Vigilância Epidemiológica estadual.

O comitê de gestão criado pela prefeitura para acompanhar os casos determinou que uma equipe de profissionais da Vigilância em Saúde e Vigilância Epidemiológica visitem as unidades da rede municipal para reforçar com os servidores as medidas de vigilância para identificação de possíveis casos suspeitos. Já houve reforço na Vigilância Epidemiológica do Hospital Municipal Núcleos de apoio e regulação do hospital de Paulínia estão atuando durante o final de semana.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".