Clique aqui e veja as últimas notícias!

AÇÃO CURIOSA

Plataforma monitora quantos vacinados da Covid-19 já viraram jacaré

O aplicativo acompanha, em tempo real, todos os vacinados do mundo
05/01/2021 18:38 - Thais Libni


Uma plataforma foi criada para contabilizar o número de pessoas vacinadas no mundo que se transformaram em jacaré.

O App Jacaré tracker foi desenvolvido pela preocupação com o bem-estar dos animais que viraram o foco do Brasil nas últimas semanas, por causa de um comentário do presidente Jair Bolsonaro a respeito da vacinação contra o novo Coronavírus.

Inicialmente, foi divulgado que a iniciativa seria do Instituto Socioambiental da Bacia do Alto Paraguai SOS Pantanal, mas a ONG informou que não tem relação com a iniciativa e o nome foi usado indevidamente pelos criadores da plataforma.

Últimas Notícias

Num pronunciamento feito no último dia 17 de dezembro de 2020, o Chefe do Executivo se posicionou de forma inusitada quando questionado sobre a imunização.

De acordo com Bolsonaro, ele não precisa se vacinar, visto que ja foi contaminado pelo vírus e tem anticorpos contra a doença; até o momento não há estudos científicos que comprovem algum tipo de imunidade prolongada.

O ponto alto da fala de Bolsonaro, foi quando o mesmo ressaltou, "se você virar um jacaré, o problema de você", se referindo aos efeitos colaterais que o imunizante possa gerar.

A declaração ganhou a internet, e dividiu opiniões na rede. Foi possível encontrar os que pensam parecido com Bolsonaro, ignorando totalmente a ciência, e aqueles que aproveitaram do momento cômico para atualizar a lista de memes.

Desta forma, a ação, promovida pela OSC, incentiva as pessoas a doarem recursos para a proteção dos biomas dos jacarés; com as queimadas no Pantanal em 2020, que duraram de junho a meados de outubro, 41 espécies dos répteis foram ameaçadas.  

A plataforma também conta com uma versão em inglês e disponibiliza o passo a passo de como realizar as doações.

Assine o Correio do Estado

* Matéria alterada às 09h02 do dia 6 de janeiro para acréscimo e correção de informação