Clique aqui e veja as últimas notícias!

EXTRAPESADOS

Os novos caminhões Volkswagen Meteor 29.520 6x4 e 28.460 6x2 em teste rápido

Eles foram avaliados no campo de provas da Volkswagen Caminhões e Ônibus, em Resende/RJ
03/11/2020 19:25 - Luiz Humberto Monteiro Pereira/AutoMotrix


A Volkswagen Caminhões e Ônibus está disposta a crescer na maior e mais apetitosa fatia do mercado brasileiro de caminhões – o segmento de extrapesados. Em 2015, apenas 20% dos caminhões comercializados no Brasil eram extrapesados. Atualmente, são 50%. Dentro da proposta de ter o portfólio completo de produtos sob medida para oferecer a todos os clientes, dos mais variados nichos de mercado, a fabricante apresentou em setembro a nova linha de caminhões Meteor, com os modelos 29.520 6x4 e 28.460 6x2. São os caminhões mais potentes que ostentam a logomarca Volkswagen em toda a sua trajetória, adentrando na faixa de 460 e 520 cavalos de potência e habilitando a fabricante em novas categorias, até 125 toneladas. O projeto da nova família de extrapesados da marca alemã contou com investimento de R$ 1 bilhão e incluiu a construção da mais nova linha de montagem de cabines de extrapesados do Brasil.

A linha Meteor herda do MAN TGX o motor D26, de 13 litros e com seis cilindros em linha. É produzido no Brasil, que foi o primeiro país fora da Europa a fabricá-lo. Na versão 29.520 6x4 desenvolve 520 cavalos a 1.800 giros, com o torque de 255 kgfm de mil a 1.400 rpm. Já na versão 28.460 6x2, entrega 460 cavalos e 234,5 kgfm. Em ambas as configurações, o propulsor utiliza a tecnologia anti-emissões SCR, que usa o Arla 32, enquanto o câmbio é um modelo automatizado Traxon, da ZF, de 12 marchas – há um opcional de transmissão de 16 marchas. Graças à tecnologia Predictive Shifting, o sistema gerencia o câmbio e mapeia a rodovia por GPS, faz a leitura da topografia e “prevê” o que virá pela frente. A transmissão Traxon também tem o modo de condução EcoRoll, viabilizando que o veículo trafegue em uma espécie de “banguela” controlada eletronicamente, para aproveitar a inércia e reduzir o consumo de combustível. A suspensão é pneumática na parte traseira e metálica na dianteira, produzida pela Suspensys, empresa de conjuntos suspensivos que pertence ao Grupo Randon e integra o consórcio modular da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Na nova linha Meteor, o modelo 28.460 6x2 tem preço inicial de R$ 550 mil e o 29.520 6x4, de R$ 590 mil.