Clique aqui e veja as últimas notícias!

NOVIDADE

A Fiat apresenta as novidades da linha 2022 da família subcompacta Mobi

O destaque fica para a versão topo de linha, a Trekking, que custa R$ 55.490
28/05/2021 11:36 - Daniel Dias/AutoMotrix


Justamente em seu melhor desempenho de vendas desde o lançamento, em 2016, o subcompacto Mobi é apresentado pela Fiat na linha 2022. 

Com mais de 250 mil unidades emplacadas até agora, o Mobi – segundo colocado em abril, atrás da Fiat Strada –, conforme a marca italiana pertencente ao Grupo Stellantis (união da FCA com a PSA), ganha uma gama mais completa e conectada. 

Junto da versão aventureira Trekking, as configurações Like e Easy tentam se posicionar como uma solução inteligente de mobilidade urbana, principalmente nas grandes metrópoles do país, oferecendo economia de combustível e facilidade de parar em pequenas vagas. 

O Mobi não é um carro barato, mas seus preços estão abaixo de 99% dos modelos de automóveis oferecidos no Brasil. 

A versão de entrada Easy parte de R$ 43.990, a intermediária Like começa em R$ 51.690 e a topo de linha Trekking sai por R$ 55.490.

A família Mobi é equipada com o motor 1.0 Fire Evo Flex aspirado com 75 cavalos de potência com etanol a 6.250 rotações por minuto e 9,9 kgfm de torque a 3.850 rpm, associado ao câmbio manual de 5 velocidades. 

Segundo a Fiat, o subcompacto acelera de zero a 100 km/h em 13,8 segundos e pode chegar a 152 km/h de velocidade máxima com o mesmo combustível. 

Para o Inmetro, o Mobi tem o consumo urbano de 13 km/l com gasolina e de 8,9 km/l com etanol e rodoviário de 14,1 km/l e de 10,1 km/l, respectivamente. 

O Mobi tem 3,56 metros de comprimento, 1,66 metro de largura, 1,55 metro de altura e 2,30 metros de distância de entre-eixos. 

O porta-malas carrega apenas 200 litros e o tanque de combustível tem 47 litros de capacidade. A direção tem assistência hidráulica. 

Com somente 907 quilos, é um dos carros mais leves do Brasil, o que traz benefícios tanto na economia de combustível quanto no desempenho. 

Colabora também na manobrabilidade, especialmente nos estacionamentos, e agilidade no trânsito.

Leia as últimas notícias