Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEST DRIVE

Fiat Toro Freedom S-Design

A picape ganhou novas versões e alguns pacotes de opcionais na linha 2020
01/06/2020 09:00 - Leandro Gameiro


 

A Fiat deu uma tacada de mestre com a Toro. Lançada em 2016, a picape rapidamente caiu nas graças do mercado e se tornou um dos modelos mais vendidos da montadora.

Passados quatro anos da estreia, a expectativa era que a Toro ganhasse uma reestilização mais completa, algo que não aconteceu. Pelo contrário: fica difícil ver o que mudou na linha 2020. Porém, ganhou novas versões e alguns pacotes de opcionais que a deixam mais atraente e mais cara. No modelo avaliado, por exemplo, com R$ 4.500 a mais, é possível acrescentar o pacote S-Design, que traz o interior com colunas e teto escurecidos, faixas no capô e na tampa da caçamba, identificação do modelo e motorização escurecidas, santantônio e estribos na cor preta, rodas e detalhes externos escurecidos, bancos em tecido e couro, molduras do interior em cor específica, laterais de porta em couro e apoio de braço central.  

Uma das novidades da linha 2020 é a versão de entrada com câmbio manual na versão flex e na Endurance turbo diesel. O pacote S-Design pode ser colocado na versão Freedom, que é considerada a intermediária, tanto na 1.8 flex ou 2.0 turbo diesel, e traz acessórios instalados na fábrica e selecionáveis para qualquer cor de carroceria da picape.  

Ela é muito harmônica, porque todos os carros da Fiat evoluíram depois de se unirem com as marcas Jeep, Dodge, Chrysler e Ram e formarem o grupo FCA.  

A tração 4x4 é selecionada por um botão perto da alavanca de câmbio. Vale lembrar que ela já anda 4x4 por demanda, mas se o motorista quiser, pode deixar ela 50% na dianteira e 50% na traseira ou ainda reduzir.

 
 

A central multimídia de 7” é muito prática, mas podia ser melhor, mais moderna, mais ágil.  

Hoje, a Fiat Toro parte de R$96.990 na versão flex com câmbio manual e pode ultrapassar os R$167 mil na versão topo, chamada de Ultra. Essa que avaliamos chegou em R$154.490, pois a cor branco-polar acresce R$ 3 mil.  

A Fiat Toro é um modelo que quebra paradigmas, porque é uma picape média, carrega até 1000 kg na versão diesel, é fácil de manobrar e tem o conforto de sedã.  

Mas vale o que pedem? Essa é a pergunta que não quer calar, pois ela custa o preço de um sedã de luxo ou de uma caminhonete mais robusta. Minha resposta é: tudo depende do seu uso, do seu estilo. Principalmente se você já teve incômodos com caminhonetes maiores, precisa de uma caçamba e ainda carrega a família. Seu design é robusto, com espaço e conforto de sobra, mas se você curte picapes maiores e não se importa com tamanho, pode partir para uma caminhonete de porte maior pelo mesmo valor. Vale lembrar que a Fiat tem preços especiais para CNPJ, frotistas e produtor rural.  

Siga-nos nas redes sociais: @correioestado e @correioveiculos

 
 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.