Veículos
LINHA 2023

Honda CB 500F e CB 500X traz novidades para evoluir em performance e segurança

Ambas são consideradas como a porta de entrada para o mundo das motocicletas de alta cilindrada

Edmundo Dantas/AutoMotrix

11/05/2022 13:41

Consideradas como a porta de entrada para o mundo das motocicletas de alta cilindrada da Honda, a naked CB 500F e a aventureira CB 500X foram atualizadas na linha 2023. 

Ambas receberam aprimoramentos nas suspensões, nos freios, na iluminação e nos vários aspectos técnicos. 

As versões 500F 500X da Honda CB foram apresentadas mundialmente há quase uma década e estão presentes no mercado nacional desde 2014. 

Uma das apostas dos modelos é conciliar custos de aquisição e manutenção acessíveis a uma performance capaz de atender às expectativas de quem vem de modelos menores e deseja um “upgrade”, com uma boa relação peso-potência que se reverte em grande agilidade. 

Na atualização, tanto a naked CB 500F quanto a aventureira CB 500X preservam o bicilindro DOHC de 471 cc e arrefecimento a líquido. 

Na parte ciclística, as novidades técnicas buscam posicionar a experiência de pilotagem de ambas em um degrau acima dos modelos anteriores.

O chassi de tubos de aço de 35 milímetros, reconhecido pela resistência e leveza, permaneceu inalterado nos dois modelos. 

O grande destaque nas novas CB 500F e CB 500X é a adoção da suspensão dianteira invertida Showa de 41 milímetros de diâmetro do tipo SFF-BP – Separated Function Fork Big Piston –, a mesma usada nas CB 650R e CBR 650R, evolução acompanhada do aperfeiçoamento na frenagem dianteira, agora com um par de discos tipo Wave de 296 milímetros de diâmetro em substituição ao disco simples de 310 milímetros. 

A redução de peso nas rodas e novos cálipers de freio – de quatro pistões e fixação radial na CB 500F e de dois pistões e fixação axial na CB 500X – visaram incrementar a segurança e a maneabilidade dos modelos, aspecto favorecido pela balança de suspensão traseira redesenhada, pelo ajuste do conjunto mola-amortecedor traseiro e pela diferente distribuição do peso entre as rodas.