Clique aqui e veja as últimas notícias!

VEÍCULOS

Mercedes-Benz apresenta o chassi de ônibus OF 1621, desenvolvido para fretamento

No setor de ônibus, o único segmento que apresentou elevação nas vendas foi o de fretamento
02/12/2020 13:00 - Luiz Humberto Monteiro Pereira/AutoMotrix


Para 2020, o segmento de fretamento deve responder por 11% de um total de 13.500 ônibus emplacados no mercado brasileiro, segundo expectativas da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Então, para atender às crescentes demandas de ônibus para fretamento, a marca alemã acaba de apresentar novo modelo OF 1621.

Somos os responsáveis pela maior parte das vendas de ônibus para fretamento em 2020. Considerando o volume acumulado de janeiro a outubro, foram emplacados seiscentos e oitenta e oito ônibus Mercedes-Benz desse segmento neste ano, o que dá à marca 57% de ‘market share’”, comemora Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. 

Desenvolvido pela Mercedes-Benz em parceria com e empresa de transportes de passageiros paranaense Rimatur, o OF 1621 é um chassi do tipo “plug and play”, criado para diminuir retrabalhos, agilizando a montagem de carrocerias. Os balanços dianteiro e traseiro curtos resultam em maior ângulo de entrada e de saída. 

Na traseira, o balanço curto possibilita a instalação de bagageiro passante, permitindo também a acomodação do estepe. O modelo tem PBT (peso bruto total) de 16,5 toneladas e o motor OM 924 LA tem 208 cavalos, 79,5 kgfm de torque e atua acoplado a um câmbio G-85 de 6 marchas. 

Pode receber carrocerias de até 12,55 metros de comprimento, permitindo a montagem de até quarenta e oito assentos para passageiros mais DPM (Dispositivo de Poltrona Móvel), que oferece segurança e conforto de acessibilidade a cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. 

O grande diferencial é que o inédito OF 1621 foi concebido especificamente para ser o modelo de entrada do segmento de fretamento contínuo a partir de pedidos de clientes que nos solicitaram um ônibus com um custo mais atrativo, sem abrir mão do maior número possível de assentos, permitindo o transporte dos passageiros com distanciamento e segurança”, ressalta Barbosa.

Uma das soluções adotadas foram os balanços dianteiro e traseiro mais curtos e o entre-eixos de 5,95 metros. Com isso, foi possível acomodar os equipamentos como o tanque de combustível de 300 litros, o de Arla, baterias, sistema de pós-tratamento dos gases de escape e preparação para ar-condicionado de tal forma que não há necessidade de retrabalhos de corte das longarinas e do cardã para alongamento do chassi. Dessa maneira, o OF 1621 diminui os retrabalhos e já sai da fábrica pronto para receber a carroceria de forma rápida e fácil.