Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LUXUOSO

Mercedes-Benz apresenta a nova geração do Classe S, o topo de linha do portfólio

Na Europa, as vendas iniciam até o final do ano com preços a partir de 90 mil euros
11/09/2020 14:19 - Daniel Dias/AutoMotrix


Com altos níveis de luxo e tecnologia de ponta, a nova geração do Mercedes-Benz Classe S vem para mostrar a vanguarda embarcada em um sedã de luxo e de grande porte. Embora sua história seja seu cartão de visita - desde sua estreia, em 1954, é o modelo que sempre incorporou primeiro os principais avanços da fabricante da estrela de três pontas -, a nova geração busca melhorar seu impressionante currículo em todos os sentidos. O novo Classe S tem proporções maiores, um interior ainda mais rico, equipamentos de segurança inovadores e algumas características futuristas. Os destaques incluem um cluster de medida 3D, uma tela de toque Oled maciça, esterçamento também das rodas traseiras para melhorar a manobrabilidade e uma suspensão a ar ativa que torna as curvas mais suaves e mantém os passageiros mais seguros em caso de uma colisão. As vendas no Velho Continente se iniciam nas próximas semanas, com as primeiras entregas programadas para antes do final deste ano, com preços a partir de 90 mil euros (cerca de R$ 560 mil).

O novo Classe S terá motorizações de seis cilindros em linha a gasolina e a diesel, com várias faixas de potência. Em seguida, haverá uma opção de V8 com um gerador de partida integrado (ISG) e um sistema elétrico de 48 volts e um híbrido plug-in com autonomia totalmente elétrica de cem quilômetros no próximo ano. O sistema elétrico de bordo de 48 volts fez sua estreia mundial em 2017 com o motor M 256 de seis cilindros em linha com a introdução do ISG, responsável pelas funções híbridas, como recuperação de energia, permitindo economia de combustível antes garantida pela tecnologia híbrida de alta tensão. O propulsor de seis cilindros eletrificado no novo S 500 4Matic tem uma potência de 320 kW ou 435 cavalos e torque de 53 kgfm. O EQ Boost fornece mais 26 kgfm e 22 cavalos por um curto período. A indução inteligente que inclui um compressor elétrico e o ISG fornecem boa entrega de energia sem hiato de força no turbo. Com isso, a partida do motor é extremamente rápida, tornando a função start-stop quase imperceptível para o motorista.

Os modelos que entram no mercado agora contam com a transmissão automática G-Tronic de 9 marchas. Segundo dados da Mercedes, o S 450 4Matic tem 367 cavalos de potência de 5.500 a 61.00 rotações por minuto e torque de 51 kgfm de 1.600 a 4.500 giros, podendo acelerar de zero a 100 km/h em 5,1 segundos. O S 500 4Matic tem 435 cavalos de 5.900 a 6.100 rpm, torque de 53 kgfm de 1.800 a 5.500 rpm e aceleração até 100 km/h em 4,9 segundos. Na gama a diesel, o S 350d e o S 350d 4Matic contam com 286 cavalos de 3.400 a 4.600 giros, 61 kgfm de torque de 1.200 a 3.200 rpm e aceleração em 6,4 segundos no S 350d e em 6,2 segundos no S350d 4Matic. O S 400d 4Matic tem 330 cavalos de 3.600 a 4.200 rpm, torque de 71 kgfm de 1.200 a 3.200 rpm e pode chegar a 100 km/h em 5,4 segundos. A velocidade máxima de todas as versões do Classe S equipadas apenas com motor a combustão é de 250 km/h, limitada eletronicamente. 

Telas sensíveis ao toque grandes e intuitivas dominam o interior do novo Classe S, apresentando o sistema operacional Mercedes-Benz User Experience (MBUX) de última geração com até três telas cuidando de quase todas as necessidades do motorista e demais ocupantes do carro. O MBUX, por sinal, rompeu a tradição de pioneirismo tecnológico do Classe S e foi apresentado inicialmente no Classe A, em maio de 2018. No Classe S, a configuração tem uma grande tela central de 12,3 polegadas associada ao painel de instrumentos configurável também de 12,3 polegadas. Os passageiros traseiros podem ter acesso a duas telas de 11,6 polegadas montadas nos encostos dos bancos dianteiros, assim como a um tablet de 7 polegadas no console central, que faz parte do pacote opcional Business Center Console. A turma de trás pode “convocar” o MBUX usando o comando de voz “Ei Mercedes”. Cada passageiro tem acesso as suas opções de mídia individual. De acordo com a marca alemã, a gama de recursos de conforto e de conveniência oferecidos no Classe S é o máximo do luxo existente ao alcance da fabricante no momento. Todos os ocupantes têm acesso a uma variedade de seis opções do programa Energizing, dependendo das necessidades pessoais de cada um. O novo Classe S pode ter ainda um sistema de som surround Burmester 4D com um total de trinta alto-falantes.

Uma das grandes “vedetes” do novo Classe S é a capacidade de esterçamento das rodas traseiras, um dispositivo facilitador na hora de fazer manobras em um carro grande, que pode chegar a 3,21 metros de distância de entre-eixos. O sistema tem um motor elétrico acoplado ao eixo traseiro que aciona uma correia ajustando o ângulo em até dez graus dependendo do quanto o motorista vira o volante. Conforme a Mercedes, isso reduz o diâmetro de giro do modelo para oito metros, ante os 10,2 metros do Classe S anterior. O carro topo de linha da gama da marca alemã conta ainda com uma série de sistemas avançados de ajuda ao motorista, como a assistência de ponto cego, de direção ativa e de estacionamento a partir de uma câmera de 360 ​​graus.   

 

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...