Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA VERSÃO

O novo BMW 320i produzido no Brasil

Com a troca de “Sport” para “GP”, o sedã esportivo acrescenta itens de conectividade e mantém o preço
14/07/2020 13:56 - Daniel Dias/AutoMotrix


A BMW alterou alguns parâmetros e trocou o nome da versão 320i Sport fabricada no Brasil, que passa a se chamar 320i GP. Tal mudança de identidade vem acompanhada de um “upgrade” tecnológico na conectividade destacando a inclusão de concierge e sistemas de navegação, de preparação para Apple CarPlay e de reconhecimento de voz para comunicação com assistente pessoal inteligente. Em termos de preço, a versão esportiva intermediária no portfólio continua partindo de R$ 226.950. “O BMW Série 3 é um ícone e essa nova geração representa uma evolução no campo da tecnologia. Os usuários estão cada vez mais conectados e as atualizações que acompanham toda a gama, desde o modelo de entrada, têm como objetivo atender a essa caraterística digital do consumidor”, explica Roberto de Carvalho, diretor Comercial da BMW do Brasil.

A preparação para Apple CarPlay permite a transferência da interface do iPhone por meio de conexão sem fio. Conteúdos e funções como música, iMessages/SMS, telefonia, Siri e apps podem ser usados, exibidos e controlados na interface de operação do veículo, que também é capaz de espelhar os aplicativos do Android Auto, como o Waze e o Google Maps. Já os serviços de concierge da BMW oferecem suporte e informações para o cliente vinte a quatro horas por dia, proporcionando maior comodidade e segurança patrimonial. Outra mudança no 320i GP é no design das rodas, com a substituição dos modelos de liga leve V Spoke de 18 polegadas pelo mais volumoso e imponente estilo de raios duplos, com o mesmo tamanho.

 Produzida na fábrica do BMW Group Brasil na cidade catarinense de Araquari, a agora versão 320i GP da sétima geração do Série 3 vem equipada com um motor 2.0 TwinPower Turbo de quatro cilindros com 184 cavalos de potência de 5 mil a 6.500 rotações por minuto e torque de 31 kgfm de 1.350 a 4 mil giros, acoplado ao câmbio automático de 8 marchas e à tração traseira. Conforme a marca alemã, o sedã esportivo acelera de zero a 100 km/h em 7,1 segundos e pode chegar à velocidade máxima de 240 km/h. Oferece uma série de sistemas inovadores de assistência à condução que o colocam em um papel de liderança na condução semiautônoma. Entre os itens disponíveis, destaque para os sistemas Parking Assistant - estaciona o veículo sozinho e com precisão por meio de câmeras e sensores - e o Reversing Assist, que refaz em marcha a ré os últimos 50 metros percorridos pelo veículo, indicado para uso em vias estreitas de se manobrar. 

 
 

Por meio do novo BMW Comfort Access 2.0, as luzes de boas-vindas do veículo se acendem ao identificar a presença da chave a três metros do carro, destravando as portas a 1,5 metro. Na saída, o sedã é fechado com o motorista se afastando dois metros. A abertura do porta-malas é feita aproximando-se um pé abaixo do para-choque. O conteúdo do BMW Live Cockpit Professional é composto por duas telas. A primeira, com 12, 3 polegadas afixada no quadro de instrumentos à frente do motorista, com a segunda de 10,2 polegadas localizada no centro do painel, incorporada ao sistema multimídia iDrive com opção de comandos por controle de voz ou gestos.

Com exatamente 1.700 unidades vendidas no Brasil no primeiro semestre deste ano, a série 320i produzida no país tem seis opções de cores, a nova Sunset Orange e o Branco Alpino, o Preto Safira, o Prata Glacier, o Branco Mineral e o Cinza Mineral, e duas possibilidades de combinação dos revestimentos internos: Sensatec Bege com preto ou Sensatec Preto com preto. 

 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!