Clique aqui e veja as últimas notícias!

SUPERESPORTIVO

O novo Porsche 911 GT3 chegará ao Brasil no segundo semestre deste ano

O preço inicial sugerido é de 167.518 euros – o equivalente a R$ 1,1 milhão
19/02/2021 16:45 - Daniel Dias/AutoMotrix


A Porsche lançou no dia 16 de fevereiro, em “live” global, o novo 911 GT3, a sétima geração do esportivo de alto desempenho, desenvolvida em parceria com a Porsche Motorsport. É um carro de competição “travestido” de automóvel de rua, tanto que as fotos da apresentação foram feitas no circuito urbano de Marina Bay, utilizado no Mundial de Fórmula-1, sob as luzes artificiais da cidade-estado de Cingapura. 

A tecnologia de corrida é transferida para um modelo de produção de forma mais consistente do que nunca. O layout do eixo dianteiro de braços transversais duplos e a aerodinâmica sofisticada, com asa traseira de “pescoço de cisne” e difusor marcante, vêm do “bólido” GT 911 RSR, enquanto o motor 4.0 boxer de seis cilindros, de 510 cavalos de potência e 47,9 kgfm de torque, é baseado na transmissão do 911 GT3 R, experimentada e testada em provas de resistência. 

Com uma velocidade máxima de 320 km/h, o novo 911 GT3 é ainda mais rápido do que o anterior 911 GT3 RS, com aceleração de zero a 100 km/h feita em apenas 3,4 segundos. São todos números de competição, de fato!

A Porsche está oferecendo o novo 911 GT3 com um preço inicial de 167.518 euros – o equivalente a R$ 1,1 milhão –, incluindo o imposto de circulação e itens específicos de cada país. A entrega das primeiras unidades está definida para maio deste ano. No Brasil, o modelo deve desembarcar no segundo semestre apenas na versão com cambio PDK. O preço e o início das vendas serão informados por ocasião da chegada do modelo ao país.

Para “amaciar” a fera, a Porsche levou o novo 911 GT3 para Nürburgring, mais precisamente, ao lendário traçado de Nordschleife, tradicional referência para todos os carros esportivos da marca alemã. Durante o trabalho final de desenvolvimento, o 911 GT3 se tornou o primeiro modelo de produção a quebrar a marca dos sete minutos do circuito. 

O piloto de desenvolvimento Lars Kern levou somente 6min59s927 para uma volta completa nos longos 20,8 quilômetros. A pista “mais curta”, de 20,6 quilômetros, foi concluída em 6min55s248. Rodando com pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 R, disponíveis como item opcional, o novo modelo entregou desempenho consistente ao longo de várias voltas nas mãos do experiente piloto profissional Jörg Bergmeister. 

É de longe o melhor carro de produção que já dirigi no ‘Inferno Verde’”, comemorou Bergmeister, alemão de 45 anos, se referido ao “apelido carinhoso” dado ao circuito de Nordschleife, situado em meio a uma área florestal.