Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MOTO

A Haojue VR 150, é a scooter chinesa que segue o rastro da demanda no País

A marca quer atingir aqueles que buscam a mobilidade e a economia das scooters
07/10/2020 15:16 - Aldo Tizzani, Automotrix, Minuto Motor


Entre julho e agosto, houve uma explosão nas vendas das scooters no Brasil, que cresceram 65,7%. De 4.664 unidades vendidas pularam para 7.727 emplacamentos desse tipo de veículo no mercado nacional. Os motivos dessa expansão estão diretamente ligados à mobilidade urbana e as novas oportunidades de negócios, como as entregas “deliveries” em função da pandemia. Durante os oito primeiros meses do ano, as “top five” da categoria, juntas, já haviam emplacado 40.437 unidades, com a Honda PCX 150 liderando com folga – 15.761, ante as 8.038 da Yamaha NMax 160. A Haojue VR 150, apresentada no Salão Duas Rodas 2019, chega para tentar abocanhar uma fatia desse promissor mercado. De origem chinesa, o modelo custa R$ 11.900 (frete não incluso). E dá para fechar negócio dando apenas R$ 448 de entrada e mais trinta e seis prestações de R$ 364. 

Visualmente, com seu design com formas geométricas e linhas esculpidas, a VR 150 lembra um pouco a Honda SH 150. Com estilo agressivo, o farol, segundo a Haojue, é inspirado na cara de um tigre. Com 1,91 metro de comprimento, 1,33 metro de entre-eixos, 74 centímetros de altura do assento ao chão e 120 quilos (em ordem de marcha), a scooter VR 150 traz design moderno e lanterna em leds. O painel de instrumentos exibe mostrador analógico, com um pequeno computador de bordo (tela LCD) na parte inferior. Como itens de comodidade e conforto, o modelo chinês traz um “bauleto” de fábrica com capacidade de até três quilos. Sob o assento, mais 8,3 litros de espaço interno, que dá até para guardar um capacete, jaqueta ou outros pequenos objetos. Conta ainda com assoalho plano e alça no anteparo do escudo que tem a função de transportar uma sacola de supermercado, por exemplo. O pneu dianteiro é um 90/90-12 56J (sem este ‘sem câmara’) e o traseiro, um 100/90 56J, ambos sem câmara – mesmas medidas usadas na concorrente Elite 125, da Honda.

Em termos mecânicos, o modelo está equipado com motor de um cilindro, quatro tempos, 150 cm3 e injeção eletrônica, que gera 10,8 cavalos (a 7 mil giros) de potência máxima e torque de 1,17 kgfm (a 5 mil rpm). A VR 150 traz dois sistemas de partida – elétrica e a pedal – e conta com um câmbio CVT. Ou seja, é ligar e acelerar, sem a necessidade de o piloto trocar marchas. O tanque de combustível tem capacidade para 6,44 litros e, segundo o distribuidor no mercado brasileiro, a moto faz mais de 35 km/l. A scooter da Haojue é disponível nas cores branca, preta, vermelha, prata e azul. A garantia é de dois anos, sem limite de quilometragem.

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!