Veículos
CAMINHÕES

A Volkswagen Caminhões e Ônibus planeja forte expansão de produção em Resende em 2022

A montadora anuncia que investirá R$ 2 bilhões até 2025, e parte desses recursos já movimentam sua operação no Exterior

Luiz Humberto Monteiro Pereira/AutoMotrix

23/12/2021 15:43

A Volkswagen Caminhões e Ônibus fechará o ano de 2021 com cinco mil trabalhadores atuando em sua fábrica na cidade fluminense de Resende, juntamente com seus parceiros no Consórcio Modular. 

Desse total, mil profissionais foram contratados desde o início da pandemia, o que representa um crescimento de mais de 25% nos quadros. 

Ao longo do ano que se encerra, 550 novas vagas foram preenchidas. A fábrica volta a operar com um segundo turno completo de produção para fazer frente à demanda dos clientes em 2022 e para garantir a sustentabilidade do ganho de participação de mercado que a empresa tem registrado nos últimos meses, quando chegou a responder a cerca de 30% dos emplacamentos de caminhões novos e aproximadamente 27% em ônibus no Brasil. 

“Demos início à nossa operação em Resende há 25 anos com apenas cem empregados. Atualmente, superamos os 5 mil profissionais, que vão muito além da produção dos caminhões e ônibus Volkswagen em circulação em mais de 30 países. Construímos aqui nosso centro mundial de pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias, que é referência mundial. Abrigamos em nosso fábrica o maior polo de eletromobilidade da América Latina e continuamos expandindo nossos negócios”, comemora Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Com as recentes contratações, a Volkswagen Caminhões e Ônibus também se prepara para atender à próxima norma de emissões a entrar em vigor no Brasil, o Proconve P-8. O primeiro veículo a inaugurar o portfólio da marca nessa legislação será o Delivery Express+, que se enquadra na categoria de comerciais leves para a qual a regra vale a partir de janeiro. 

O veículo ganhou mais potência e uma calibração exclusiva em seu motor. Entre outras evoluções e melhorias técnicas podem resultar em uma economia de até 5% em combustível, desenvolvidas pela Engenharia da Volkswagen para produção do motor pela FPT.

“É nossa missão na Volkswagen Caminhões e Ônibus entregar sempre produtos cada vez mais eficientes, do ponto de vista ambiental e também financeiro. Nossos últimos lançamentos corroboram essa estratégia e agora damos mais um passo nessa direção. Seja nos modelos a diesel ou elétricos, em qualquer norma de emissão, teremos sempre a opção mais eficiente e com o melhor custo total de operação”, ressalta Cortes.