Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OMERTÀ

Alvo de operação, Jerson Domingos é preso em fazenda

Conselheiro do TCE será trazido à Capital
18/06/2020 11:40 - Eduardo Miranda, Nyelder Rodrigues


Alvo da operação Omertà que investiga a facção criminosa de milícia em Mato Grosso do Sul, o conselheiro do Tribunal de Contas, Jerson Domingos, foi preso na manhã desta quinta-feira (18) em sua fazenda na região de Rio Negro.  Ainda na operação foi preso o delegado da Polícia Civil Marcio Obara.

Conforme apurado pela reportagem, equipes do grupo especial de combate ao crime organizado do Ministério Público (Gaeco) e do Garras foram ao apartamento de Jerson, na região do Shopping Campo Grande, mas não o encontraram no local. As equipes após irem ao seu apartamento, teriam se dirigido até a fazenda, onde o encontrou às 10h40 de hoje.

Segundo o advogado de Domingos, André Borges, não há informações sobre o motivo da prisão até o momento. “Até agora não sabemos, mas é comum nesses tipos de operação para evitar fugas, não é ilegal, mas eu não acho correto, deveriam informar para sabermos o motivo da prisão”, disse.

O advogado contou que Domingos teria ido ontem para a fazenda em Rio Negro para trabalhar e durante a prisão avisou que viria para Campo Grande. “Quando ele me avisou, falei que só restava cumprir a ordem para resolvermos aqui", contou.

O conselheiro já tinha sido preso recentemente, durante operação em seu sítio, mas por porte ilegal de armas, sendo logo liberado.

Jerson é cunhado de Jamil Name, proprietário da empresa Pantanal Cap - dois funcionários da empresa, além da sobrinha de Jamil, Cinthya Name Belli, também foram presos na operação de hoje - e ex-deputado estadual, tendo inclusive sido presidente da Assembleia Legislativa durante vários anos.

ALVOS
Fragmentada em várias etapas, essa é a terceira fase da operação que investiga a facção criminosa comandada por Jamil Name e acusada de vários crimes em Mato Grosso do Sul. Ele já está preso, no presídio federal de Mossoró (RN), ao lado do filho, Jamil Name Filho, e outros integrantes do grupo de extermínio. 

Foram expedidos 18 mandados e sete pessoas foram presas até agora. Confira a lista dos investigados nesta fase:

  • Márcio Obara
  • Jerson Domingos
  • Fahd Jamil
  • Flávio Correia Jamil
  • Benevides Candido Pereira
  • Celio Monteiro (Manga Sosa)
  • Cintia Name
  • Everaldo Monteiro de Assis (policial federal)
  • Frederico Maldonado Arruda (policial civil)
  • Lucas Silva Costa (Luquinhas, auxiliar de despachante)
  • Lucimar Calixto Ribeiro (Mazinho)
  • Terceiro sargento da PM, não identificado
 

Felpuda


Embora faltem 26 dias para as eleições, a bolsa de apostas nos meios políticos já está em alta.

Dois nomes estão sendo apontados como favoritos para disputarem o segundo turno.

Isso acontecendo, há quem garanta que um deles receberia total apoio de antiga liderança e de todo o seu grupo, que hoje estão em lados opostos.

Vai longe o tempo em que o objetivo era tão somente o bem comum...